Artistas moçambicanos apoiam vítimas do ciclone Idai

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

22 de março de 2019

Artistas moçambicanos criam um movimento de solidariedade em apoio às vítimas do Ciclone Idai, que na semana passada, devastou o centro do país.

Beira, a cidade portuária capital de Sofala, foi a mais destruída.

O número de mortes, na região, na sexta-feira, 22, era de cerca de 300.

Em Maputo, Hélio Sixpence lidera o movimento “One Love”, que vai juntar, pelo menos 30 artistas, próximo do Mercado do Peixe, no domingo, 24.

Sixpence diz que no evento, o público deverá contribuir com bens que serão canalizados, com apoio de empresas locais, às vítimas no centro do país.

“Estamos a falar de uma catástrofe num país com dificuldades tremendas, que agrava o sofrimento dos que vivem naquela região,” diz Sixpence.

A lista de artistas inclui Xixel Langa, Stewart Sukuma, Frank Paco, Dino Miranda, Milton Gulli, Roberto Chitsondzo, Deltino Guerreiro, Rita Couto e GranMah.

“Nós vamos tentar apoiar o máximo possível”, promete Rui Soeiro, baixista do popular grupo 340 ML, que vai estar presente na sua face de Dub Rui.

Massukos em acção

E Regina Santos, vocalista do GranMah, pede a todos para ajudarem. “Não necessariamente com dinheiro (…) o que puder serve”.

Em Niassa, os elementos do grupo Massukos juntam-se à organização Estamos na recolha de produtos que também serão enviados ao centro do país.

“Vai partir amanhã, sábado (23), o primeiro camião, e no dia 31 teremos um concerto e as pessoas devem trazer produtos, que depois enviaremos”, diz Santos Calisto, líder do grupo.

Chaito, um dos elementos do grupo, acrescenta Calisto, “vive na Beira e perdeu tudo. Estou chocado”.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati