Wikinotícias:Espaço de trabalho

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bem-vindo ao Espaço de Trabalho

O Espaço de Trabalho é a central de criação de artigos para o Wikinotícias. Nela é possível criar novos artigos e ver aqueles que estão em fase de desenvolvimento*.

Desenvolvimento de artigos

Coloque um título aqui para começar uma nova notícia
Don't speak Portuguese?

Verifique se alguém já não escreveu uma notícia semelhante e procure seguir as nossas políticas de publicação.
Ajuda | Registre-se

Ajuda

Artigos em desenvolvimento


Artigos que precisam de ajuda

<DynamicPageList> category=Artigos que precisam de ajuda notcategory=Artigos abandonados addfirstcategorydate=true namespace=(Principal) count=200 suppresserrors=true

Artigos em processo de tradução

Os artigos abaixo em sua maioria são colaborações de participantes de edições internacionais do Wikinotícias.


Artigos que precisam ser wikificados


Artigos em disputa


Sem referências


Violação de direito autoral


Lixeira Nuvola filesystems trashcan full.png

Os artigos listados nesta secção serão removidos em breve. Se não concorda por favor entre em contato com um administrador ou exponha seus argumentos na Esplanada ou na página de discussão do artigo.



Destaques na Página Principal

Qualquer colaborador pode alterar os destaques na Página Principal. A única recomendação é não substituir destaques que estão em exibição por um período inferior a 1 (uma) hora, exceto nos casos excepcionais quando uma notícia for considerada de extrema relevância.

Destaque Principal

Flag of Brazil.svg

Inep desmente notícia falsa de que o Enem foi cancelado

4 de novembro de 2018

Circula nas redes sociais uma notícia falsa de que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi cancelado, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O exame começa a ser aplicado hoje (4), às 13h30, horário de Brasília.

Segundo nota divulgada pelo Inep, circula nas redes sociais uma imagem falsa, simulando uma notícia do G1, informando que as provas do Enem 2018 foram canceladas após suspeitas de fraudes nas regiões Norte e Nordeste.

"A imagem é #FAKE [falsa]", diz o Instituto que confirma a aplicação do exame em todas as unidades da federação neste e no próximo domingo, 4 e 11 de novembro.

"Apenas os portais e redes sociais do Ministério da Educação e do Inep são fontes oficiais de informações sobre o Enem", esclarece o Inep.

Os portões do Enem abrem às 12h, no horário de Brasília, e fecham às 13h. É preciso estar atento ao horário de verão, que começou hoje
 » História completa


editar

Destaque Secundário 1

Flag of Brazil.svg

Carteiras de identidade digitais não poderão ser usadas no Enem

3 de novembro de 2018

Carteiras de identidade digitais não poderão ser usadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Para fazer as provas, os participantes deverão levar um documento oficial de identificação original, com foto e caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Os dois itens são os únicos obrigatórios para o exame.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, alerta os candidatos que farão o Enem de que não poderão usar identidades digitais. Isso porque haverá três checagens de identidade e uma delas ocorrerá durante a prova, quando o uso do celular é proibido. “Não leve essa única prova de identidade porque dentro da sala de aplicação de prova, ela não poderá ser utilizada”.

Os documentos válidos são as carteiras de identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar e Polícia Federal; Carteira de Trabalho e Previdência Social; passaporte; Carteira Nacional de Habilitação, com fotografia e identidade funcional. Outros documentos específicos podem ser consultados na página do Enem.

Maria Inês é enfática em relação ao uso da caneta. “Estudantes perguntaram se não poderiam usar outras canetas, que são mais confortáveis para escrever. Não podem. Tem que ser caneta preta em material transparente”, diz.

Os estudantes poderão levar para o exame, que tem duração de 5 horas e 30 minutos neste domingo (4) e de 5 horas no próximo (11), um lanche. Caso esse lanche seja caseiro e não esteja embrulhado em material transparente como papel filme, ele será fiscalizado antes de ser liberado.
» História completa | [[|» ]]

editar


Destaque Secundário 2

Flag of Mozambique.svg

Moçambicanos escolhem amanhã os seus líderes autárquicos

9 de outubro de 2018

Stae diz que os resultados provisórios serão conhecidos em 24 horas.

Três milhões, novecentos e dez mil eleitores moçambicanos são amanhã chamados para votar nas quintas eleições autárquicas, nos 53 municípios do país.

São eleições que poderão trazer um novo mapa de governação local em Moçambique, que atualmente é dominado pela Frelimo, que governa em 49 autarquias. Mas a oposição governa em autarquias importantes como Beira (MDM), Quelimane (MDM) e Nampula (Renamo).

Vinte e três partidos, coligações e associações concorrem nestas eleições que se realizam sob orientação de uma nova legislação, aprovada no quadro de reformas visando estabelecer um novo figurino de descentralização política, acordado no diálogo entre o governo e a Renamo.

Ao nível da cidade do Maputo, os órgãos eleitorais dizem ter tudo apostos para que a votação aconteça com normalidade.

Depois de uma campanha eleitoral considerada a melhor de todos os atos já realizados, apesar de alguns momentos de tensão e acusações à mistura, principalmente entre os dois maiores partidos políticos do país, a Polícia da República apela a ordem e tranquilidade no dia de amanhã.

Previsões do Secretariado Técnico de Administração Estatal dão conta de que os resultados provisórios da votação desta quarta-feira serão conhecidos até quinta-feira.
 » História completa



editar

Destaque Secundário 3

Veja.svg

Veja edita título da reportagem publicada em 2011 sobre controverso "kit gay" de Fernando Haddad

16 de outubro de 2018

Agência Brasil

Em meio à campanha presidencial do Brasil, o site da Veja alterou no último sábado (13) da semana passada, uma matéria publicada há sete anos atrás, em que mostra a conexão entre o candidato a presidente Fenando Haddad (PT) com o controverso "Kit Gay", lançado pela então presidente Dilma Rousseff, quando ele era ministro de governo, na qual ele nega hoje.

A matéria em questão, foi publicada no dia 27 de maio de 2011, no primeiro ano do Governo Dilma Rousseff, com seguinte título: “Kit Gay será reformulado e lançado até o fim do ano, diz Haddad” e foi modificada para "Governo Dilma: ‘Kit gay’ será reformulado e lançado até fim do ano", acrescentando "Governo Dilma" e removendo "diz Haddad”.

No entanto, o assunto "Kit Gay" voltou a circular nas redes sociais na semana passada e ganhar destaque no site em fim de semana, graças a campanha presidencial do adversário Jair Bolsonaro (PSL), que o acusou ser o mentor do famigerado projeto que combateria a homofobia, suspenso por ordem da então presidente Dilma Rousseff, após reações negativas dos setores conservadores da sociedade brasileira que ajudaram a eleger em 2010.
» História completa | [[|» ]]

editar

Destaque imagem

Brigadeiros

Créditos: Dianakc
Brigadeiros
 » História completa » Arquivo

editar