Autoridades italianas suspendem buscas por desaparecidos em acidente com navio

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

Costa Concordia em 14 de janeiro.
Foto: Roberto Vongher/Wikimedia Commons.

25 de janeiro de 2012

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

As autoridades da Itália suspenderam hoje (25), mais uma vez, as buscas ao navio Costa Concordia (que naufragou há 15 dias próximo à Ilha de Giglio, na região da Toscana). A decisão foi tomada devido ao mau tempo que atrapalha os trabalhos dos mergulhadores e peritos na região. De acordo com as autoridades, as buscas serão retomadas assim que as condições meteorológicas forem favoráveis.

Pelos últimos dados, 16 corpos foram localizados e há 16 pessoas desaparecidas. O navio naufragou no último dia 13 com cerca de 4,5 mil pessoas a bordo (entre tripulantes e passageiros). Do total, 53 eram brasileiros. Não houve vítimas entre os brasileiros.

"Devido às condições meteorológicas e do mar, as buscas pelos desaparecidos foram momentaneamente suspensas. Mas serão retomadas quando as condições foram consideradas compatíveis com a segurança dos membros das equipes de resgate", disse o chefe do Serviço de Proteção Civil, Franco Gabrielli.

Ainda hoje as autoridades decidirão sobre o prosseguimento dos trabalhos. Desde ontem (24) foram intensificadas as atividades para a retirada de 2.380 toneladas de combustível, que ainda permanecem nos reservatórios do navio. Atualmente, o Costa Concordia encontra-se parcialmente submerso e virado.

Notícias Relacionadas

Fonte

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com