Saúde suspeita de ataque cibernético a site do Mais Médicos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de novembro de 2018

O site do programa Mais Médicos sofreu, segundo o Ministério da Saúde, um provável ataques cibernético. O site vem, desde a manhã de quarta-feira (21), apresenta instabilidade. A pasta alerta que eventuais responsabilidades pela inserção de dados falsos no sistema poderão ser apurados na esfera penal.

Em nota divulgada o Ministério da Saúde diz que a página recebeu mais de 1 milhão de acessos simultâneos no momento da abertura do sistema para os profissionais interessados em se inscrever para uma vaga no programa Mais Médicos. “O volume é característico de ataques cibernéticos. Para comparação, é mais que o dobro do número de médicos em atuação no país”.

Para garantir a inscrição dos interessados, o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (SUS) está isolando a aplicação dos ataques, que se mantiveram ao longo da manhã, além de adotar outras ações para estabilidade e performance do site. Mesmo diante de momentos de instabilidade, o sistema contabilizou 3.336 inscrições nas primeiras três horas da abertura do sistema.

Ao todo, o programa Mais Médicos oferece 8.517 vagas em 2.824 municípios e 34 distritos indígenas, vagas antes ocupadas por médicos contratados por meio dd acordo de cooperação com Cuba.

Fonte

Notícia Relacionada

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com