Mediterrâneo: naufrágio mortal

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário

No último domingo, 12 de abril, centenas de pessoas morreram afogados no mar. O barco improvisado tinha 550 passageiros.

15 de abril de 2015

«De acordo com depoimentos colhidos nos últimos tempos entre os 150 sobreviventes desembarcaram em Reggio Calabria, existem cerca de 400 vítimas no naufrágio ocorrido 24 horas após a partida da costa da Líbia», disse a associação Save the Children.

Durante o fim de semana, as autoridades italianas as resgataram 42 barcos, onde havia 6.500 pessoas no domingo dia 12 e segunda-feira dia 13 de abril.

Este evento ocorreu enquanto a Associação de Armadores Europeus (ECSA) e a International Chamber of Shipping (ICS), que representa 80% da frota mercante mundial, considera que «É inaceitável que a comunidade internacional se repouse em seus navios e marinheiros mercantes a apoiar mais operações de salvação». Os navios mercantes já resgataram 40.000 pessoas no mar em 2014.

Frontex, a Agência Europeia Responsável pela Vigilância das Fronteiras, leva a Operação Triton para servir de apoio à Marinha italiana, que, com a participação de oito países, foi capaz de implantar sete navios. O Reino Unido está, no entanto, a se opor ao operações de salvamento para evitar ser um polo de atração.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati