Filho do líder soviético Nikita Khrushchov morre nos Estados Unidos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

21 de junho de 2020

Na quinta-feira (18), Sergey Khrushchov, filho do líder soviético Nikita Khrushchov, morreu aos 85 anos em Cranston, Rhode Island. A sua bisneta, Nina, confirmou a informação ao Voz da América por telefone.

Nina Khrushchov, professora em Nova Iorque, não sabe a causa da morte. O telefone residencial de Khrushchov em Cranston não está funcionando. Segundo relatos não confirmados de várias publicações, a causa da morte pode ser coronavírus.

Sergey nasceu em 1935. Em 1958, ele se formou no Instituto de Engenharia Eletrotécnica de Moscou, com um diploma em automação e telemecânica. De 1961 a 1989, lecionou na Universidade Técnica Estatal Bauman de Moscou. Sergei se mudou com sua esposa Valentina para os Estados Unidos em 1991.

Por muitos anos, já nos EUA, ensinou sobre a Guerra Fria na Universidade Brown. Krushchov escreveu várias monografias sobre a história da União Soviética e a luta das superpotências pelo domínio do mundo. O tema principal dos seu livros foi o próprio pai, com quem esteve muito próximo até sua morte em 1971.

Em 1999, Sergey Khrushchov, aos 63 anos, e sua esposa receberam a cidadania americana. Ele entendeu a importante natureza simbólica desse ato — porque seu pai prometeu "alcançar e ultrapassar a América".

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com