Encontrado morto o Sub-Secretário do Comércio da Argentina

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal Obituário
Outras notícias sobre obituário

24 de dezembro de 2011

Montevidéu, Uruguai — Na terça-feira as autoridades policiais do Uruguai encontraram morto em um hotel o sub-secretário de Comércio Exterior da Argentina, Iván Heyn, de 33 anos, que foi nomeado nesta posição governamental em 10 de Dezembro passado. O funcionário público argentino se encontrava no Uruguai, para a Cúpula do Mercado Comum do Sul (Mercosul), realizada neste país.

Heyn foi encontrado no Hotel Radisson, em Montevidéu e segundo as autoridades judiciais, com sinais de enforcamento, assim que começar com a investigação profunda para dar com o paradeiro das causas da morte.

O juiz encarregado do caso, Homer Da Acosta disse:

Aparentemente fue un suicidio, aunque apenas comenzaremos la investigación específica.
(Aparentemente foi um suicídio, já que apenas começaremos a investigação específica.)

Homero Da Acosta, juiz encarregado do caso

No momento do evento, a Presidenta da Argentina, Cristina Kirchner se encontrava na reunião de cúpula do Mercosul, na qual teve como objetivo definir o ingresso da Venezuela e Equador com a dita organização e notificar-lhe a notícia, se deu na tarefa de sair da reunião, muito chocada e inclusive se lhe teve que prestar assistência médica; isto porque segundo especialistas argentinos, Heyn era um "dos melhores e uma das estrelas do Gabinete de Cristina".

A biografia de Heyn indica que foi um economia graduado com honras na Universidade de Buenos Aires e seu primeiro posto no Governo da Argentina, foi desempenhando-se como assessor de uma ministra de economia em 2008. Ademais, se tornou uma das novas figuras juvenis do país sul-americano, após eleição de Cristina Fernandez Kirchner.

Fontes[editar]

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati