Utilizador Discussão:Juliana Mota

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5ª Bienal do Mercosul começa renovada

For other languages, consider using Wikinotícias:Babel
Olá Juliana Mota, bem-vindo(a) ao Wikinotícias,
O Wikinotícias surgiu em 2005, e desde então estabeleceram-se vários princípios definidos pela comunidade. Por favor, reserve algum tempo a explorar os tópicos seguintes antes de começar a editar no Wikinotícias.
Tutorial
Aprender a editar passo-a-passo num instante
Página de testes
Para fazer experiências sem danificar o Wikinotícias
Coisas a não fazer
Resumo dos erros mais comuns a evitar
Normas de conduta
Reserve algum tempo a explorar as Normas de Conduta
Livro de estilo
Definições de formatação normalmente usadas
FAQ
O que toda a gente pergunta
Políticas do Wikinotícias
Regulamentos gerais a saber
Ajuda
Manual geral do Wikinotícias
Café dos novatos
Sane suas dúvidas com usuários experientes.
Seja audaz
Não tenha medo de editar o Wikinotícias.
English language.png If you do not speak Portuguese, please refer to Wikinotícias:Global help
Esta é a sua página de discussão, na qual pode receber mensagens de outros usuários. Para deixar uma mensagem a um usuário deve escrever na página de discussão dele, caso contrário ele não será notificado. No fim da mensagem assine com quatro tiles: ~~~~.
  • Desejo-lhe uma boa estadia no Wikinotícias! --Slade talkline 03:16, 7 maio 2006 (UTC)

A Bienal do Mercosul que começa hoje sob o tema Histórias da Arte e do Espaço traz novidades. Em sua quinta edição, a mostra – orçada em R$ 9,7 milhões – trará 173 artistas aos quatro vetores temáticos e dois especiais localizados em diferentes pontos de Porto Alegre. Participarão artistas brasileiros, argentinos, uruguaios, paraguaios, chilenos, bolivianos, mexicanos, americanos e europeus.

A primeira novidade diz respeito exatamente aos vetores temáticos. Os artistas não serão mais divididos de acordo com suas nacionalidades, mas sim de acordo com o tema de suas obras. Os quatro vetores temáticos são Da Escultura à Instalação, Transformações do Espaço Público, A Persistência da Pintura e Direções no Novo Espaço. Além disso, haverá dois vetores especiais. Um deles homenageia Amílcar de Castro, um dos maiores expoentes da escultura brasileira, morto em 2002. O outro, denominado Fronteiras da Linguagem, traz à Bienal artistas de fora do recorte latino-americano. O curador-geral, Paulo Sérgio Duarte justificou a modificação sustentando que “a arte não respeita fronteiras geográficas no mundo contemporâneo.

Outra novidade é a inclusão do México como membro permanente, e não mais convidado, da mostra. Paulo Sérgio Duarte, disse que a escolha de novos curadores para o México (Felipe Ehrenberg) e para a Bolívia (Cecilia Baya) visa a renovação da Bienal. A manutenção de nomes como o uruguaio Gabriel Linari e o paraguaio Ticio Escobar para as curadorias de seus respectivos países é considerada importante para Paulo Sérgio:

- É fundamental uma renovação nas curadorias, mas precisamos manter a textura histórica das outras edições da Bienal – afirma o curador-geral.

Os locais em que a mostra estará presente são o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs), o Santander Cultural, a Usina do Gasômetro, o Largo Glênio Peres, o Cais do Porto e a orla do Guaíba. O evento vai até o dia 4 de dezembro.

Convite: Votação sobre políticas do Wikinotícias[editar]

Participe da Votação sobre Políticas do projeto.--Carlosar @ 10:44, 21 agosto 2006 (UTC)