Twitter enfrenta uma multa de US$ 250 milhões

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de agosto de 2020

O Twitter pode pagar de US$ 150 milhões a US$ 250 milhões pelo uso de dados pessoais de usuários para publicidade, segundo o The Wall Street Journal.

Em outubro do ano passado, o Twitter anunciou que estava "inadvertidamente" usando os endereços de email e números de telefone dos usuários para anúncios. A rede disse que essa prática foi interrompida e um acordo de US$ 5 bilhões foi assinado com a Comissão Federal de Comércio em 2019, que estabelece limites para a transferência de dados para terceiros.

No entanto, o Twitter relata ter recebido uma queixa, que o acusa de violar as regras do contrato que a empresa assinou com a comissão. O acordo proíbe a empresa de enganar os consumidores sobre as medidas de proteção a segurança, privacidade e a confidencialidade de seus dados.

Este é o segundo caso de insegurança de dados do Twitter no mês passado. Em julho, 130 contas foram invadidas. A empresa teve que bloquear temporariamente as contas atacadas e proibiu novas postagens de usuários verificados. Além disso, durante a investigação do incidente, o Twitter bloqueou todas as contas que tentaram alterar sua senha nos últimos 30 dias.

Anteriormente, as redes sociais eram multadas repetidamente pela transferência ilegal de dados do usuário. O Facebook nos EUA já foi forçado a pagar US$ 5 bilhões por uma transferência semelhante de dados para publicidade. Na Rússia, o Facebook e o Twitter foram multados em 4 milhões de rublos.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com