Rio 2016 apresenta os mascotes de seus Jogos Olímpicos e Paralímpicos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

24 de novembro de 2014

Os organizadores dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro 2016 apresentaram os mascotes dos eventos, cujos nomes ainda não foram escolhidos. Inspiradas na natureza tropical, os Jogos Olímpicos contarão um animal amarelo de braços azuis, similar a um gato e para os Paraolímpicos (ou Paralímpicos) será uma árvore de tronco azul e braços de laranja. No entanto, os personagens não têm uma espécie determinada.

Na página oficial dos Jogos é levada a cabo, a votação para batizar os mascotes. As opções: Oba e Eba, Tiba Tuque e Esquindim e Vinicius e Tom. Os mascotes são uma peça fundamental na venda de produtos relacionados com os Jogos, que constituem uma importante fonte de ingressos, além de ser uma "maneira vital" de interessar o público, informa Reuters.

Segundo os organizadores, é esperado arrecadar cerca de 1 bilhão (ou mil milhões) de reais (398 milhões de dólares) em vendas de produtos relacionados com os Jogos. Na página web, o mascote olímpico é descrito como um animal que "conta com a agilidade dos felinos, o balanço dos macacos e a leveza dos pássaros" que também "pode esticar os braços e pernas como quer: pode estar com a cabeça no Pão de Açúcar, com os pés no Maracanã e as mãos no Corcovado, tudo ao mesmo tempo". Por sua parte, o mascote paraolímpica afirma que "é capaz tirar qualquer coisa de seu cabelo para encontrar uma solução: uma bola, uma bicicleta...".

"Os mascotes são um dos símbolos mais representativos dos Jogos. Tem a missão de cativar ao público, principalmente as crianças", disse Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador do Rio 2016. A história criada por estes personagem sinaliza que nasceram da alegria do povo brasileiro surgida em 2 de outubro de 2009, quando o Comitê Olímpico Internacional anunciou que o Rio de Janeiro havia sido selecionada como sede dos Jogos.

Com esses dois personagens, os organizadores buscam atrair o público jovem. Um ano antes do evento, o Brasil emitirá uma série de televisão com os dois mascotes como protagonistas. "Estamos perto de encerrar uma associação para produzir um programa de televisão", disse a diretora de licencias para Rio 2016, Sylmara Multini, à Reuters. Disse também desenvolverá aplicativos e jogos.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati