Estados Unidos: juiz federal bloqueou o decreto anti-imigração

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de fevereiro de 2017

O juiz James Robart emitiu uma liminar que bloqueia temporariamente o decreto presidencial 13.769 em todo o território dos Estados Unidos. "A decisão do juiz Robart entra em vigor imediatamente e suspende o decreto inconstitucional e ilegal do presidente Trump", disse Bob Ferguson, o ministro responsável pela reclamação.

A Casa Branca respondeu imediatamente, em um comunicado, chamando a decisão de "escandalosa" e pretende apresentar uma liminar de emergência para anular a decisão do juiz Robart. Os advogados que representam Trump argumentam que o presidente está dentro de seus direitos e que a medida é motivada por preocupações de segurança nacional. Na manha do sábado o presidente Trump postou no Twitter uma crítica a decisão do juiz federal.

Anteriormente o Departamento de Estado tinha afirmado que cerca de 60.000 vistos tinham sido provisoriamente cancelados na sequência da ordem presidencial proibindo temporariamente a entrada de cidadãos de sete países do Médio oriente e suspendendo indefinitivamente ao programa de entrada de refugiados sírios

De acordo com o New York Times, algumas companhias aéreas estão aceitando passageiros vindos dos sete países afetados pelo decreto.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati