Deputado da Costa Rica reage contra a imprensa em plena sessão legislativa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de janeiro de 2015

Jorge Rodríguez Araya, um deputado de Costa Rica pelo Partido Unidade Social Cristã (PUSC) atacou contra os meios de comunicação que dão cobertura à sessão da Assembléia Legislativa em plena sessão parlamentar esta segunda-feira. Araya explodiu em ira logo depois que o meio local de comunicação CRHoy publicara uma nota com declarações do legislador momentos antes.

Araya jocosamente chamou "taliban" aos dois companheiros deputados (devido a suas barbas), para então jornalista da CRHoy, Jimena Soto relatou uma nota intitulada "Diputado Jorge Rodríguez llama talibanes a dos congresistas" ("Deputado Jorge Rodríguez chaama talibans os dois congressistas", em espanhol). Soto se encontrava na ala de imprensa da Assembleia Legislativa (o Parlamento costa-riquenho) junto a outros colegas de diferentes meios de comunicação, incluindo o repórter credenciado da Wikinotícias em Costa Rica, Luis Madrigal.

Momentos depois de publicar a notícia, o legislador a leu do seu assento, pegou novamente o microfone no Plenário e se dirigiu a seus companheiros legisladores.

"CRHoy acaba de publicar que o deputado Rodriguez chama taliban a dom Otto Guevara a dom Mario Redondo, pela barba, mas eu não sei CRHoy… Que pena, quanto aconteceu na universidade essa menina, o que significa que taliban ─e aqui eu tenho, senhorita, você pode ver diretamente lá ou lhe faço o desenho [animado]?", começou seu discurso o deputado.

"Que pena que até você se equivocam, donos da verdade absoluta, porém como você costuma dar-lhe esse tinge à notícia nada mais para que a gente morda o anzol, senhores deputados, como é possível que vocês suportem isso", declarou o deputado visivelmente chateado.

Ocupem-se de algo mais importante, sejam mais construtivo, não sejam vagabundos. (...) Um deve ser objetivo quando escreve, a caneta de um não pode estar ao serviço dos demais. Em seguida, sejam mais construtivos, e não façam o que diz Aaron [jornalista do diário La Nación] há um tempo atrás, fazer gestos aí, diretamente da ala de imprensa. Isso é o que nós temos ganhado os deputados com estes mal-criados, vulgares. Não todos, não todos, faço a exceção que há jornalistas que eu [mesmo] tiro o [meu] chapéu.

Jorge Rodriguez Araya, Deputado da Costa Rica

A intervenção do deputado se prolongou durante quinze minutos e chegado a metade do seu tempo, os demais jornalistas presentes no local começaram a aplaudir a repórter Jimena Soto. "Esses aplausos que vocês dão são aplausos como lhe disseram ao Judas quando entregou a Cristo. Porém vocês não me intimidam, não me vão a intimidar nunca, a imprensa não me intimida, porque quem faz isso só uma palavra tem e volto a dizer: é um covarde", declarou o deputado.

Momentos depois, o deputado do opositor Partido Libertação Nacional, Rolando González fora de microfones começou a discutir em voz alta com o deputado do PUSC. "Não, senhor, eu não vou a deixar que me maltratem a mim. Então tenho que deixar que me maltratem, vou a deixar que me maltratem, vou a deixar que me maltratem", lhe disse Rodriguez ao legislador do PLN.

A discussão subiu de tom ao ponto em que ambos deputados se exigiram calar-se um a outro, antes disto, o Presidente da Assembleia Legislativa, Henry Mora chamou à ordem do plenário; momentos depois vários legisladores abandonaram o salão de sessões, rompendo o quorum.

Após reiniciada a sessão, Rodríguez baixou o tom de seu discurso durante os três minutos que lhe restavam do tempo e posteriormente, os chefes e chefas de fração representados no Congresso da Costa Rica condenaram e censuraram as declarações do legislador do PUSC.

Fontes

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati