Covid-19: Rei Carl Gustaf da Suécia diz que seu país 'falhou' na pandemia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O rei da Suécia Carl XVI Gustaf disse que seu país “falhou” em sua resposta à pandemia de Covid-19 e o povo sueco sofreu “enormemente” como resultado.

Em comentários pré-gravados divulgados na quinta-feira, o rei disse que muitas pessoas morreram na Suécia por causa do vírus e que "isso é horrível".

O rei de 74 anos, cujo filho e nora testaram positivo para o vírus no mês passado, foi questionado se ele tinha medo de pegar Covid. “Ultimamente, parece mais óbvio”, disse ele. “Ele está cada vez mais perto. Não é isso que você quer. ”

O rei fez os comentários como parte de uma transmissão de fim de ano programada para ir ao ar na segunda-feira na televisão sueca. O monarca desempenha um papel cerimonial e não detém nenhum poder político.

A Suécia inicialmente adotou uma abordagem diferente para a pandemia do que seus vizinhos nórdicos, Noruega e Dinamarca, bem como outras nações da Europa. O governo nunca impôs bloqueios ou o uso de máscaras faciais, permitiu que restaurantes e negócios permanecessem abertos e confiou principalmente no distanciamento social voluntário e nas recomendações de higienizar as mãos para diminuir a propagação do Sars-Cov-2.

No entanto, o país viu um número crescente de mortos, especialmente entre idosos residentes em instituições de longa permanência, e sua taxa de mortalidade per capita excedeu em muito a da Noruega e de Dinamarca. Num relatório preliminar divulgado na terça-feira, uma comissão independente nomeada pelo governo sueco disse que o governo não protegeu suficientemente os idosos em lares de idosos.

Nas últimas semanas, o governo impôs restrições mais rígidas, obrigando as escolas a darem aulas à distância, limitando o tamanho dos grupos em encontros públicos e proibindo a venda de bebidas alcoólicas após as 22h em bares e restaurantes.

O total de mortes relacionadas ao Covid-19 na Suécia é de 7.667, muito mais do que seus vizinhos regionais, mas ainda mais baixo do que outras nações europeias, como Grã-Bretanha, Espanha, Itália e França, todos as quais impuseram bloqueios.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit