Cinco prisioneiros de Guantánamo são transferidos para o Cazaquistão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de dezembro de 2014

Estados Unidos

Dois dos três cidadãos tunisianos presos na base militar norte-americana de Guantánamo, em Cuba, e três iemenitas foram transferidos para o Cazaquistão, de acordo com anúncio feito ontem (3) pelo Pentágono - central das Forças Armadas dos Estados Unidos. Os cinco homens, cuja libertação foi aprovada sem ter havido julgamento, foram capturados no Paquistão como possíveis membros da Al-Qaeda, e estavam presos há mais de 11 anos no centro de Guantánamo que, agora, fica com 127 detidos.

No dia 7 de dezembro, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou a transferência de seis prisioneiros de Guantánamo para o Uruguai: quatro sírios, um palestino e um tunisiano. Este ano, os Estados Unidos transferiram para outros países cerca de 30 prisioneiros de Guantánamo, controverso centro de detenção que o presidente norte-americano, Barack Obama, prometeu fechar antes do final do seu mandato, em janeiro de 2017.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com