Cientista ucraniano Borys Paton morre aos 101 anos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de agosto de 2020

Borys Paton, presidente da Academia de Ciências da Ucrânia, faleceu aos 102 anos. Ele dirigiu permanentemente a academia desde 1962.

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, anunciou sua morte no Facebook:

“Acadêmico. Gênio. Lenda. Existem muitas palavras que podem ser usadas para descrever Borys Paton. No entanto, não existem palavras que possam revelar totalmente a escala de sua personalidade. E a escala da perda que nosso país sofreu hoje. Aos 101 anos, um grande ucraniano nos deixou”, disse o presidente.

Borys Paton nasceu em Kiev em 1918. Formou-se no Instituto Politécnico de Kiev com uma licenciatura em engenheiro elétrico. Desde 1953, o engenheiro era responsável pelo Instituto de Soldagem Elétrica de Kiev, em homenagem a seu pai, Eugene Paton.

Paton também estava envolvido na política. Ele era membro do Conselho de Segurança e Defesa Nacional da Ucrânia.

Em 25 de março, a mídia escreveu que ele deixaria o cargo de presidente da Academia Nacional de Ciências. Boris realizou mais de mil publicações, vinte monografias e 400 invenções.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com