Trump nomeado para o Prêmio Nobel da Paz novamente

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Bandeira dos Estados Unidos
Outras notícias sobre os Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos

Christian Tibring-Gedde, membro do Partido do Progresso da Noruega, nomeou o presidente dos EUA, Donald Trump, para o Prêmio Nobel da Paz. Trump foi indicado por "esforços para resolver conflitos de longo prazo no mundo", escreve a Fox News.

Em uma carta ao Comitê do Nobel, Tibring-Gedde disse que a administração Trump desempenhou um papel fundamental no estabelecimento das relações entre Israel e os Emirados Árabes Unidos. Segundo ele, este acordo se tornará um divisor de águas, graças ao qual o Oriente Médio se tornará uma região de cooperação e prosperidade.

A cerimônia de assinatura do acordo sobre a normalização das relações entre Israel e os Emirados Árabes Unidos está marcada para 15 de setembro em Washington. Os Emirados se tornarão o terceiro país árabe, depois do Egito e da Jordânia, a reconhecer Israel.

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, divulgou uma declaração sobre a nomeação do presidente Donald Trump para o Prêmio Nobel da Paz.

“O presidente Donald Trump foi hoje nomeado para o Prêmio Nobel da Paz de 2021 por sua liderança na mediação dos Pactos de Abraham que levaram à completa normalização das relações entre Israel e os Emirados Árabes Unidos”, disse o Secretário de Estado. “Este avanço diplomático histórico é o passo mais significativo em direção à paz no Oriente Médio em mais de um quarto de século”.

Pompeo acrescentou que os acordos de paz têm amplo apoio internacional. “Este acordo de paz é uma prova da coragem e visão diplomática do presidente Trump”, disse ele.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com