Svetlana Alexijevich pediu à Rússia que convença Lukashenko a negociar

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

26 de agosto de 2020

A escritora bielorrussa e ganhadora do Prêmio Nobel de literatura, Svetlana Alexijevich, pediu à Rússia que persuadisse o presidente Aleksandr Lukashenko a entrar em negociações com a oposição.

A caminho do Comitê de Investigação, onde foi convocada para interrogatório como testemunha da criação do Conselho de Coordenação da Oposição, Alexijevich disse que agora o presidente bielorrusso "fala apenas com Vladimir Putin", mas ele precisa falar com o povo.

“Talvez o mundo nos ajude para que Lukashenko comece a falar com alguém”, disse ela. "Precisamos de ajuda do mundo, talvez da Rússia".

Alexijevich deixou o prédio dizendo que tinha usado o direito de não se incriminar. Ela disse que não há base para uma investigação e acrescentou que quanto mais unida estiver a oposição, maior será a probabilidade das autoridades negociarem com ela.

Alexijevich é uma das dezenas de figuras públicas que se juntaram ao conselho criado na semana passada. As autoridades bielorrussas abriram um processo criminal contra a organização, chamando-a de tentativa de "tomada do poder".

“Deus me livre que sangue seja derramado do nosso lado”, disse Alexijevich. “O que vimos nos primeiros três dias foi um confronto, isso já é o século passado”.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com