Renuncia o vice-ministro da Presidência da Costa Rica por acusações de corrupção

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de janeiro de 2015

O vice-ministro da Presidência de Costa Rica, Daniel Soley renunciou a seu cargo este sábado pela tarde por acusações de corrupção. De acordo com um comunicado oficial da Casa Presidencial (o Palácio Presidencial costa-riquense) do país na América Central, o presidente Luis Guillermo Solís aceitou a renúncia.

Soley supostamente havia oferecido uma embaixada à atual procuradora da República, Ana Lorena Brenes. Essa reunião foi vazado à imprensa que de imediato gerou-se uma polêmica na qual, deputados opositores e governistas exigiram a saída do vice-ministro.

De acordo com a carta de renúncia apresentada ante Solis, Soley afirma sua dignidade, ética e formação foram atacados pelas acusações e que em bem do governo, de sua pessoa e de sua família, tomou a decisão de renunciar.

Esta é a oitava baixa no gabinete de Luis Guillermo Solis desde que se assumiu a presidência da Costa Rica em 8 de maio do ano passado.

Fontes

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati