Renuncia o vice-ministro da Presidência da Costa Rica por acusações de corrupção

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de janeiro de 2015

O vice-ministro da Presidência de Costa Rica, Daniel Soley renunciou a seu cargo este sábado pela tarde por acusações de corrupção. De acordo com um comunicado oficial da Casa Presidencial (o Palácio Presidencial costa-riquense) do país na América Central, o presidente Luis Guillermo Solís aceitou a renúncia.

Soley supostamente havia oferecido uma embaixada à atual procuradora da República, Ana Lorena Brenes. Essa reunião foi vazado à imprensa que de imediato gerou-se uma polêmica na qual, deputados opositores e governistas exigiram a saída do vice-ministro.

De acordo com a carta de renúncia apresentada ante Solis, Soley afirma sua dignidade, ética e formação foram atacados pelas acusações e que em bem do governo, de sua pessoa e de sua família, tomou a decisão de renunciar.

Esta é a oitava baixa no gabinete de Luis Guillermo Solis desde que se assumiu a presidência da Costa Rica em 8 de maio do ano passado.

Fontes

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati