Ramos Horta preside Painel Independente de Alto Nível sobre Operações de Paz da ONU

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Ramos-Horta em 2011.

Agência VOA

Timor-Leste.
Guiné-Bissau.

31 de outubro de 2014

O prémio Nobel da Paz e antigo presidente de Timor-Leste, José Ramos Horta vai liderar o Painel Independente de Alto Nível sobre Operações de Paz das Nações Unidas, cuja criação foi anunciada hoje. O órgão é integrado também pelo general brasileiro Floriano Peixoto.

O painel será formado por indivíduos com larga experiência no tema, disse o porta-voz do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Segundo Stephane Dujarric, Ki-moon explica que o mundo está em mudanças e que as operações de paz da ONU precisam seguir essa tendência.

O novo painel deve fazer uma avaliação completa da situação das operações de paz da ONU e apontar necessidades futuras. O grupo irá discutir temas como mudanças na natureza dos conflitos, mandatos, eficiência dos escritórios, desafios na manutenção da paz, direitos humanos e protecção de civis.

De acordo com informações da Rádio ONU, este será o primeiro painel que vai examinar tanto as operações de paz quanto as missões políticas especiais. O secretário-geral diz que as missões da ONU chegam a ser alvo de ataques e trabalham muitas vezes num ambiente com segurança frágil. Ban Ki-moon espera que seja considerado como a ONU pode promover a paz da forma mais eficiente possível e ajudar países em conflito.

O painel terá ao todo 14 especialistas, Austrália, China, Gana, Índia, Estados Unidos, Reino Unido, Timor-Leste, Brasil e outros.

Recorde-se que a última missão de Ramos-Horta foi como representante especial do secretário-geral da ONU para a Guiné-Bissau, tendo terminado as suas funções a 30 de Junho.

Notícias Relacionadas[editar]

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati