Prefeito de Nova York enfurece moradores de Miami após uma citação de Che Guevara

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de junho de 2019

O prefeito de Nova York e candidato à presidência dos EUA, Bill de Blasio, durante a campanha eleitoral de 27 de junho, gritou o slogan espanhol da revolução cubana. Isso causou uma enxurrada de críticas em Miami, onde muitos imigrantes cubanos fugiram do regime de Fidel Castro.

Imediatamente após o debate democrata, durante o qual os candidatos deliberadamente falaram o espanhol em uma tentativa de conquistar a simpatia dos eleitores hispânicos, o prefeito foi ao Aeroporto Internacional de Miami, onde conversou com os trabalhadores.

De Blasio prometeu apoiá-los e gritou: «¡Hasta la victoria, siempre!» (Até a vitória, sempre!). Esta frase está associada ao líder revolucionário Che Guevara, mas também se tornou o slogan de Castro.

A democrata Annette Taddeo, membro do Senado da Flórida, representando Miami, criticou duramente De Blasio no Twitter, afirmando que seu comportamento causou-lhe «repugnância total»: «Como uma pessoa que procura ser o líder do mundo livre, pode citar o sabotador sanguinário e até mesmo em Miami! Em uma cidade onde muitas de suas vítimas vivem».

O senador republicano do estado de Rick Scott escreveu: «Se houvesse alguma dúvida de que os democratas que estão concorrendo à presidência são viciados no socialismo, então Bill de Blasio, que cita em Miami... Che Guevara».

O próprio prefeito, disse que não sabia da conexão da frase com Che Guevara e se desculpou: «Eu apenas quis dizer que os trabalhadores do aeroporto protestantes sairão vitoriosos nesta greve.»

Ernesto Che Guevara é um revolucionário latino-americano, um dos líderes da revolução cubana de 1959, aliado de Fidel Castro. Em 1967 ele morreu na Bolívia. Seus restos mortais estão no mausoléu de Santa Clara, esta frase está esculpida no pedestal do monumento.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati