Ministro islâmico proíbe às mulheres de tocar alimentos por medo à “tentação sexual”

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Navegação Internet
Outras notícias sobre Internet
O xeque declarou que os familiares homens de uma muçulmana deviam evitar que se acerquen a estas frutas y verduras.

10 de dezembro de 2011

Um clérigo islâmico da Europa anunciou em portal da web egípcio Bikyamasr um édito religioso pela qual ordena as mulheres a não tocar certos alimentos como banana, o pepino, cenoura e a abobrinha, a fim de evitar “maus pensamentos” em sua sexualidade.

Ministro (que não diz seu nome conhecido) justificou assim sua decisão dando a que, segundo ele, as mulheres podem ter fascinação pelo pênis do homem na hora de consumir hortaliças (ou comer verduras) e recomenda aos seus familiares masculinos cortar os alimentos mencionados em pedaços pequenos antes de servir.

As reações a esta normativa moral esperada não tardaram em chegar, já que enquanto uns tomaram como piada, outros, como os muçulmanos liberais, declararam seu completo desagrado, aludindo maior repressão à mulheres exercidas por sociedades extremamente conservadoras.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati