Ministro José Dirceu pede demissão do governo Lula

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

16 de junho de 2005

Brasil

O Ministro da Casa Civil José Dirceu anunciou a sua saída do governo. Ele fez o anúncio durante uma entrevista coletiva com a imprensa, acompanhado de outros ministros, amigos e companheiros de trabalho. Ele disse que vai voltar para o seu cargo de deputado federal (José Dirceu é deputado federal licenciado) pelo Partido dos Trabalhadores (PT) por São Paulo e atuar em defesa do governo e do PT.

Dirceu disse:

Vou também voltar como militante e dirigente ao PT, que é, na verdade, a minha vida. Vou voltar para junto, ao lado e apoiando o presidente Genoino, percorrendo o Brasil. Vou mobilizar o PT para dar combate àqueles que querem interromper o processo político democrático e querem desestabilizar o governo do presidente Lula.

José Dirceu disse que tem "as mãos limpas, o coração sem amargura" e que "sai de cabeça erguida".

Ao final de seu discurso, José Dirceu reafirmou o seu compromisso com o governo e o PT: Quero repetir: continuo no governo como deputado da base de sustentação do governo e continuo no governo porque sou PT.

Dirceu é vítima do desgate político vivido pelo governo do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a sofrer com uma crise política que iniciou com denúncias de corrupção contra o governo e agravou-se nos últimos dias após as declarações do deputado da base aliada, Roberto Jefferson, do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

O Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma carta para José Dirceu, que diz que compreende a saída do ministro. Parte da carta do Presidente diz:

Compartilho seu sentimento de que esta decisão permitirá a você melhor defender nosso Governo, nosso partido e sua própria pessoa. Como parlamentar brilhante que é – um dos líderes políticos mais importantes e respeitados da República – você poderá, na Casa do Povo Brasileiro, desfazer as infundadas acusações lançadas por aqueles que querem desconstruir nossa história e nosso projeto de mudança social.

A carta do Presidente finaliza agradecendo a José Dirceu pelo seu trabalho como Ministro-Chefe da Casa Civil e dizendo que a "luta continua".

Ver também

Fontes