Madagascar será atingida por 3º ciclone em 20 dias

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Consulte mais informações sobre clima e meteorologia em: Clima e tempo em destaque

14 de fevereiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Dumako hoje

O ciclone tropical Dumako, nomeado ontem, deve atingir o norte de Madagascar amanhã, entre a tarde e a noite, como uma tempestade tropical moderada, com ventos de cerca de 65km/h e rajadas que podem passar de 100km/h. Segundo o serviço de meteorologia do país (Direction Générale de la Météorologie), o sistema tocará terra num local entre as cidades de Antalaha e Ste Marie.

Este será o terceiro sistema ciclônico a atingir o país nas últimas semanas: o ciclone Ana tocou terra no país em 22 de janeiro e o ciclone Batsirai, no dia 5 de fevereiro passado. Os dois sistemas deixaram quase 200 mortos no país e milhares de desabrigados. Além disto, destruíram estruturas, como escolas e hospitais, e lavouras.

Dumako atravessará Madagascar e deve ser dissipar no Mar Índico, no Canal de Moçambique, como uma área de baixa pressão tropical. O INAM de Moçambique emitiu um comunicado hoje anunciando que monitora o fenômeno e pediu que as pessoas acompanhassem os avisos meteorológicos (veja aqui).

Outro sistema

Dumako não é o único sistema previsto para Madagascar nos próximos dias, uma vez que uma outra área de distúrbio se formou no Índico centro-leste. "As tendências dos dados disponíveis sugerem que essa baixa evoluirá em um ambiente que se tornaria favorável ao seu desenvolvimento. Consequentemente, outro processo de ciclogênese poderá ocorrer na parte central da bacia a partir de quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022", explicou o serviço de meteorologia do país num boletim hoje.

Ciclone tropical

Segundo o Met Office do Reino Unido, os ciclones tropicais estão entre os sistemas meteorológicos mais poderosos e destrutivos da Terra. Globalmente, 80 a 100 se desenvolvem em oceanos tropicais a cada ano e muitos deles atingem o solo e podem causar danos consideráveis.

Referências

Notícias Relacionadas

Fontes