Macron avança com polêmica reforma da previdência francesa

Fonte: Wikinotícias

17 de março de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O presidente francês, Emmanuel Macron, está avançando com um plano controverso para reformar o sistema previdenciário do país sem uma votação parlamentar, enquanto os protestos continuam em todo o país e os partidos da oposição se preparam para convocar um voto de desconfiança na sexta-feira.

Macron usou na quinta-feira um poder constitucional para aprovar uma legislação que eleva a idade de aposentadoria de 62 para 64 anos sem votação parlamentar.

O Senado votou o projeto na quinta-feira, mas políticos de direita na Assembleia Nacional se opuseram à medida, o que significa que o projeto não teve votos suficientes.

Dois terços dos eleitores franceses se opõem à reforma previdenciária, segundo pesquisas.

Greves de protesto contra a reforma acontecem em todo o país desde janeiro, afetando trens, escolas, serviços públicos e portos. Milhares de manifestantes se manifestaram do lado de fora do Parlamento na quinta-feira.

“Sinto que estou sendo enganada como cidadã”, disse a professora Laure Cartelier, de 55 anos.

Os sindicatos convocaram mais um dia de protesto em todo o país para a próxima quinta-feira.

Uma greve contínua dos coletores de lixo municipais em Paris, que se opõem à reforma previdenciária, resultou em montes de lixo, que atraíram ratos e enojaram turistas.

Notícias relacionadas

Fontes