Harry e Meghan são agora realezas de "segunda classe", opinam especialistas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

6 de junho de 2022

link=mailto:?subject=Harry%20e%20Meghan%20são%20agora%20realezas%20de%20"segunda%20classe",%20opinam%20especialistas%20–%20Wikinotícias&body=Harry%20e%20Meghan%20são%20agora%20realezas%20de%20"segunda%20classe",%20opinam%20especialistas:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Harry_e_Meghan_s%C3%A3o_agora_realezas_de_%22segunda_classe%22,_opinam_especialistas%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook link=https://twitter.com/intent/tweet?text=Harry+e+Meghan+são+agora+realezas+de+"segunda+classe",+opinam+especialistas&url=https://pt.wikinews.org?curid=79844 WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
link=mailto:?subject=Harry%20e%20Meghan%20são%20agora%20realezas%20de%20"segunda%20classe",%20opinam%20especialistas%20–%20Wikinotícias&body=Harry%20e%20Meghan%20são%20agora%20realezas%20de%20"segunda%20classe",%20opinam%20especialistas:%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Harry_e_Meghan_s%C3%A3o_agora_realezas_de_%22segunda_classe%22,_opinam_especialistas%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Depois do Megxit e principalmente depois da polêmica entrevista de Meghan Markle com a apresentadora Oprah Winfrey, durante a qual a Duquesa de Sussex revelou que um membro da Família Real britânica teria demonstrado preocupação com o quão escura seria a pele de Archie, o Príncipe Harry e a atriz foram tratados como realezas de "segunda classe" durante o Jubileu de Platina da Rainha Elizabeth, opinam diversos especialistas, entre eles Tom Sykes, do The Daily Beast, e Daniela Elser, do NZ Herald.

Isto ficou nítido já no primeiro dia de comemorações do Jubileu, quando apenas os membros que atualmente trabalham para a Casa Real foram convidados a estar na sacada do Palácio de Buckingham, ao lado da soberana, para assistir o Trooping the Colour. Isto mudou, em muito, a configuração da foto tradicional, na qual Elizabeth sempre aparecia cercada de todos os filhos, netos e bisnetos. Harry e Meghan sequer tiveram uma janela especial para assistir os festejos e apenas foram captados pelas lentes dos paparazzi que esperavam a chance de fotografá-los em seu primeiro compromisso junto à realeza britânica após mais de dois anos.

A situação ficou ainda mais clara no dia seguinte, durante o Culto de Ação de Graças em honra à Rainha: foram sentados na segunda fila, no lado em que estavam sentadas outras realezas menores na primeira fila, os atuantes Condes de Wessex, Eduardo e Sophie. Do lado oposto, na primeira fila, Charles e Camilla e William e Catherine. Na posição em que estavam, os Duques de Sussex sequer poderiam ser fotografados com o atual núcleo da Casa Real, Charles e William e suas respectivas esposas. “Seus companheiros de assento não eram futuros reis e rainhas do Reino Unido”, escreveu Sykes.

“Se alguma vez houve uma imagem que resumisse a decadência de Harry e Meghan, era essa”, escreveu Elser, numa referência ao casal estar sentados atrás de James, filho dos Wessex, um adolescente que ocupa apenas o 15º na linha de sucessão ao trono. “Harry e Meghan estavam sendo, literalmente, colocados em seu lugar”, enfatizou.

“O palácio não poderia ter deixado mais claro por meio de vários shows de mímica que tem pouco interesse em tentar bajular os egos do príncipe Harry e Meghan Markle – nem qualquer inclinação para usar o capital político de o último hurra da rainha para vender uma narrativa de reconciliação entre Harry e seu irmão, o príncipe William, ou suas esposas. Em vez disso, Harry e Meghan foram tratados com firmeza como convidados de segunda classe e sem importância”, arriscou Sykes.

Sem participar de qualquer outro compromisso público no Reino Unido, o casal, que viajou para solo britânico acompanhado dos dois filhos, Archie e Lilibeth, voltou para a Califórnia ontem no início da tarde, ainda antes do evento final do Jubileu começar. Há rumores também de que no sábado Harry e Meghan receberam amigos e familiares em Frogmore Cottage para celebrar o aniversário da filha, que foi apresentada à Elizabeth, sua bisavó, durante a estada do casal no país.

Rejeição popular

Sykes também reportou que Harry e Meghan são agora "desesperadamente impopulares na Grã-Bretanha" e que sua aceitação "foi pelo ralo", enfatizando que houve muitas vaias quando o casal chegou à igreja de São Paulo para participar do Culto na sexta-feira passada. "Tudo o que o Duque e a Duquesa de Sussex conseguiram desta viagem ao Reino Unido foi sofrer humilhação pública", escreveu Elser.

Recentemente, pesquisas de opinião apontaram que a rejeição ao casal atingiu o nível mais alto da história, já que os britânicos se voltaram contra eles por considerá-los desleais à monarquia. O último levantamento feito pelo grupo YouGov, que consultou quase 2 mil britânicos, apontou que a rejeição a Harry chegou a 58%, enquanto a de Meghan cresceu para 63%.

Notícias Relacionadas

Fontes