Google suspende monetização da imprensa estatal russa em suas plataformas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

27 de fevereiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Google se tornou no domingo (27) a mais recente gigante de tecnologia a impedir a mídia estatal russa de monetizar conteúdo em suas plataformas em retaliação à invasão da Ucrânia pela Rússia.

“Em resposta à guerra na Ucrânia, interrompemos a monetização dos veículos financiados pelo Estado russo em nossas plataformas”, disse através de um comunicado, um porta-voz do Google.

O anúncio veio horas depois que o YouTube anunciou que a mídia patrocinada pelo estado russo não poderia monetizar vídeos em sua plataforma, entre outras restrições.

Na Ucrânia, o Google também suspendeu os downloads de aplicativos RT e a Alemanha tomou uma decisão semelhante de proibir o RT de operar em seu país.

Na manhã de domingo (27), Roskomnadzor, o regulador de comunicações do governo russo, disse que escreveu ao Google solicitando uma restauração completa e rápida do acesso aos canais de mídia russos. Mas até agora, ele não recebeu nenhuma resposta.

A RT, criada em 2005 como Russia Today, é frequentemente acusada pelas autoridades ocidentais de contribuir para a desinformação.

Na sexta-feira (25), o Facebook anunciou restrições às atividades da mídia estatal russa, que também não poderia anunciar ou gerar receita em sua plataforma.

Fontes