Google pode pagar US$ 3 bilhões por violar os direitos da criança

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Google pode pagar US$ 3 bilhões em compensação por uma ação judicial movida contra ele no Reino Unido. O YouTube viola regularmente as leis de privacidade de dados rastreando crianças online, de acordo com a ação.

A ação, em nome de mais de 5 milhões de crianças britânicas menores de 13 anos e seus pais, foi movida pelo ativista de direitos humanos Duncan McCann e apoiada pelo grupo Foxglove. Os demandantes exigem que a empresa pague uma indenização no valor de 2,5 bilhões de libras esterlinas (US$ 3,2 bilhões) — de 100 a 500 libras para cada criança, escreve a Bloomberg.

De acordo com o processo, os métodos do YouTube para atingir as crianças constituem uma “violação grave” das leis de privacidade do Reino Unido e da Europa. O YouTube "viola sistematicamente essas leis ao coletar dados de crianças sem o consentimento prévio dos pais", disse o comunicado.

Os representantes do YouTube se recusaram a comentar o processo, mas observaram que o serviço não se destina a crianças menores de 13 anos. “Lançamos o aplicativo YouTube Kids especificamente para crianças e trabalhamos constantemente para proteger melhor as crianças e suas famílias”, disse a empresa.

Esta é a primeira ação coletiva na Europa movida contra uma empresa de tecnologia em nome de crianças.

“O custo do serviço são crianças viciadas em conteúdo online e influenciadas por grandes empresas de tecnologia que roubam sua privacidade”, disse Cori Crider.

Fontes

ru Google может выплатить $3 млрд компенсации за нарушение прав детей — SecurityLab, 16 de setembro de 2020.

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit