Geórgia nega alegações de fornecimento de armas à Armênia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

21 de julho de 2020

O Ministério das Relações Exteriores da Geórgia chamou de "desinformação" as acusações de fornecimento de armas à Armênia. Tbilisi acredita que essa notícia "visa criar um problema" na relação com o Azerbaijão.

“É lamentável que a publicação aparentemente séria engane o público e tente lançar uma sombra sobre a parceria e amizade estratégicas entre a Geórgia e o Azerbaijão”, afirmou o Ministério das Relações Exteriores da Geórgia em comunicado em 20 de julho.

Em resposta à declaração da Geórgia, a agência azerbaijana Haqqin divulgou fotos de caminhões, que supostamente confirmam as declarações feitas anteriormente pela mídia sobre o fornecimento de armas russas à Armênia através da Geórgia.

"Não é do interesse da Geórgia"

Giorgi Mchedlishvili duvida que a Geórgia repasse carga militar para a Armênia. Segundo ele, existe um "acordo claro" sobre isso. O especialista observa que antes, por um certo período, o equipamento militar russo passava pela Geórgia para equipar a 102ª base russa em Guiumri.

“Talvez devido a uma supervisão, ou seja, devido à desonestidade do lado russo, parte das armas destinadas à base russa acabou na Armênia — mas isso é puramente no nível da especulação”, observou o especialista em um comentário para agência Voz da América.

Mchedlishvili acredita que o atual agravamento entre a Armênia e o Azerbaijão, que começou espontaneamente, "não teve importância para Baku". “Além disso, o site Haqqin, embora se posicione como ONG de direitos humanos, é na verdade quase estatal. Se uma verdadeira organização existisse no Azerbaijão, certamente teria problemas com o Estado”, disse.

"Desinformação provocante"

O especialista em segurança e ex-vice-chefe do Conselho de Segurança da Geórgia, Teona Akubardia, observou que Baku ainda não comentou as informações. Ele acredita que a Rússia está interessada em prejudicar as relações da Geórgia com o Azerbaijão.

“A Geórgia e o Azerbaijão são parceiros estratégicos. Estamos cooperando em vários projetos de energia e outros em larga escala. A Geórgia é um país vizinho que se esforça para manter a estabilidade na região. […] A disseminação dessa desinformação provocativa é provavelmente uma obra de Moscou”, observa Akubardia.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com