Empresa de roupas The North Face pede desculpas pela edição na Wikipédia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikimedia Foundation headquarters
Histórias Relatadas
Mais informação na Wikimedia Foundation
Ficheiro:Pico do Marins.jpg
Uma das imagens da campanha de visibilidade de resultados de pesquisa da North Face.
Foto: Ligiamendes04/Wikimedia Commons.

31 de maio de 2019

Conhecida por seus equipamentos e roupas de caminhada, The North Face pediu publicamente desculpas por editar a Wikipédia para melhorar a visibilidade da empresa no mecanismo de busca. The North Face usou a agência de publicidade brasileira Leo Burnett Tailor Made para adicionar imagens de destinos de viagens populares a artigos da Wikipedia com modelos que usam roupas ou acessórios da North Face. Dessa forma, os produtos fabricados pela empresa ganharam uma visibilidade significativa nos resultados de pesquisa no Google relacionados aos destinos turísticos, onde as imagens dos artigos da Wikipedia costumam serem muito altos.

Anteriormente, a North Face se vangloriara de que havia melhorado significativamente a visibilidade do seu mecanismo de busca com um orçamento praticamente zero. A Wikimedia Foundation, que considera a empresa antiética, disse: “Suas ações lembram a destruição do patrimônio público. A mera adição de conteúdo para promoção comercial é diretamente contrária às práticas, propósito e função da Wikipedia de fornecer ao mundo informações factuais e neutras”.

Os voluntários da Wikipédia removeram as imagens da campanha North Face dos artigos da enciclopédia on-line depois que o assunto se tornou público. As atividades da empresa violaram diretamente os Termos de Uso da Wikipedia, que proíbem edições pagas não publicadas. Como resultado de eventos nas mídias sociais, a North Face, que recebeu muito feedback negativo, disse que parou sua campanha. Além disso, a empresa disse estar profundamente convencida da missão da Wikipedia e se desculpou por ser culpada de má conduta.

Notícia Relacionada[editar]

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati