Empossados os novos deputados argentinos eleitos em 23 de outubro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fachada do Congresso argentino.
Foto: Jacobo Tarrío.
Julián Domínguez.
Foto: Presidencia de la Nación.

6 de dezembro de 2011

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Na terça-feira em uma sessão que começou às 11:40 horas (horário local) e foi presidida pela disputa por San Juan, Margarita Ferrá de Bartol, empossaram os 130 novos deputados nacionais, eleitos em 23 de outubro passado.

Entre os deputados empossados se encontraram: Entre os deputados empossados se encontraram: Federico Pinedo (PRO), Patricia Bullrich (Unión por Todos), Claudio Lozano, Roy Cortina e Virginia Linares (Frente Amplio Progresista), Roberto Feletti, Eric Calcagno e Facundo Moyano (FpV), Manuel Garrido, Agustín Portela e Miguel Giubergia (UCR) e Graciela Camaño, Carlos Brown e Edgar Raúl Muller (Peronismo Federal). Além dos deputados eleitos em outubro, três substituições empossados deputados: Mabel Muller, em substituição de Mariano West, intendente (cargo equivalente ao prefeito em cidades argentinas) eleito Moreno, Rubén Yazbek, que ocupará o banco Dalmacio Mera, vice-governador eleito de Catamarca e finalmente Luis Albarracin no lugar de Ricardo Mansur.

Ademais se definiram as autoridade da Câmara. A presidência, que por sua vez é o terceiro na linha de sucessão presidencial, vai ocupará o Ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca, Julián Domínguez (FpV). A vice-presidencia primeira estará a cargo Norma Abdala de Matarazzo, deputada pelo Santiago del Estero e também do FpV. A segunda foi para o radical cordobês Mario Negri e a terceira, após uma luta feroz com o Peronismo Federal, para Alicia Ciciliani do Frente Amplo Progressista.

Pela manhã, antes e durante a sessão, houve protestos manifestantes de Raúl Castells frente ao Congresso. Liderados pelo próprio Castells, que em certo momento se desmaiou nas escadarias do palácio, reclamaram que deixaram entrar para fazer a posse, já que, segundo eles, lhe correspondia uma bancada. Ele havia chegado a um acordo em que Ramona Pucheta, sua companheira de lista, renunciará para deixar-lhe o lugar para Castells, embora isso não sucedeu porque a junta eleitoral não o permitiu, porque violava a lei de cotas femininas. Finalmente Pucheta assumido e empossou por seus companheiros militantes.

Durante a sessão, outros deputados juraram por Juan Domingo Perón, Eva Perón e Cristina Kirchner. Mas o mais mencionado durante a cerimônia foi o falecido ex-presidente, Nestor Kirchner.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit