Eleições 2012: Mitt Romney ganha as primárias republicanas na Flórida

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
O Governador Romney faz campanha em Milford, Nova Hampshire.

1 de fevereiro de 2012

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O pré-candidato à indicação presidencial republicana Mitt Romney se impôs esta quarta-feira nas primárias da Flórida, segundo reportagens preliminares, com os 47% (por cento) dos votos e por ampla margem a frente ao seu rival mais próximo Newt Gingrich, que havia obtido os 32 por cento de respaldo.

Após haver perdido em Iowa e a Carolina do Sul, este triunfo era considerado chave para Romney em seus aspirações de chegar a ser o candidato republicano que lhe disputará Casa Branca nos comícios de novembro próximo ao democrata Barack Obama.

Os outros concorrentes, o ex-senador Rick Santorum, que ganhou no caucus de Iowa e logo se manteve terceiro nas sondagens só alcançou apenas em terceira posição, enquanto que o congresista pelo Texas, Ron Paul, ocupou o quarto lugar.

Embora nem Santorum e nem Paul fizeram campanha no importante estado sulista, ambos haviam dito que se mantenrão na campanha mesmo quando ficaram muitos longes do vencedor em Flórida.

De acordo con o jovem senador Marco Rubio, uns dos políticos hispanos de maior autoridade nas filas republicanas, o ganhador na Flórida será quem finalmente se leve a indicação presidencial pelo partido.

Os quatro pré-candidatos republicanos à Casa Branca se disputarão 50 delegados dos 1.144 que se necesita para ser indicado na Convenção Nacional do partido, que terá em lugar do 27 ao 30 de agosto próximo em Tampa.

Dois terços da parte dos eleitores consultados à saída das urnas disseram que os debates televisados dos pré-candidatos foram um fator decisivo na votação, após uma campanha que esteve completa de ataques negativos em anúncios na rádio e a televisão, muitos deles em espanhol.

Os mais de 6.700 centros de votação habilitados pelas autoridades eleitorais abriram às 07:00 horas locais (12:00 UTC) para todo o estado em que segundo o Partido Republicano há uns 4 milhões de afiliados inscritos como votantes e que deram seu apoio a um dos quatro pré-candidatos que tomam parte na competição.

Mais de 90 mil republicanos votaram antecipadamente tendo aos centros eleitorais a mediante cédulas ausentes e embora os resultados da votação não se davam por infalíveis até última hora, todas as pesquisas davam vantagem ao Romney ao menos 13 pontos sobre Gingrich.

Tanto um como outro fizeram campanha durante dias para conquistar basicamente dois setores na Florida, os latinos e os aposentados, que respectivamente representam os 22,5 por cento e 17,3 por cento entre uma população de mais de 19 milhões de habitantes.

Em sua mensagem dirigido aos aposentados que residem no estado, Romney assegurou que tratará de proteger tanto o Medicare (seguro de saúde pública para os maiores de 65 anos), como os benefícios da Segurança Social.

Por sua parte, Gingrich diz ser partidário de que os estado-unidenses tenham a opção de seguir com o sistema de assistência pública o de invertir em fundos de pensões privados, una idéia há que tampouco se opõe o ex-governador de Massachussets.

Apesar de temer as probabilidades das sondagens em contra, Gingrich recibeu o fim de semana antes das primárias o respaldaço público do ex-pré-candidato Herman Cain.

A importância conferida desde o princípio à Flórida radica em que neste estado, a diferência de outros grandes como Califórnia e Nova York claramente democratas, o voto nas presidenciais é a todas luzes impredecíveis, devido a que os eleitores poden favorecer indistintamente a última hora a um a outro partido.

En 2008, Obama ganhou Flórida graças ao recibimento de apoio dos 57 por cento dos votantes latinos, particularmente os porto-riquenhos, entre que outra parte dos hispanos (42 por cento), fundamentalmente os cubanos do sul do estado, respaldaram ao republicano Rick Santorum.

Fontes