EUA permitirão que dreamers fiquem temporariamente no país

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

29 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A administração do presidente Donald Trump continuará rejeitando que novos jovens imigrantes ilegais morem e trabalhem no país, mas estenderá as proteções para os atuais dreamers ("sonhadores" em português).

A decisão, que ficou conhecida no memorando do Departamento de Segurança Interna, veio um mês depois que a Suprema Corte proibiu a Casa Branca de encerrar o Programa de Ação Diferida para Crianças que chegam aos Estados Unidos (DACA).

O tribunal superior reconheceu as ações do governo para reduzir o programa apresentado por Barack Obama como "arbitrárias e caprichosas".

Há muito que Trump tenta reverter o programa DACA, que permite que cerca de 650 mil imigrantes trazidos para o país quando crianças morem e trabalhem nos Estados Unidos sem medo de deportação.

Os participantes atuais do programa poderão continuar solicitando a renovação das medidas de proteção, mas não por dois anos, como de costume, mas por um ano.

No entanto, de acordo com o Departamento de Segurança Interna, novos pedidos de participação no programa DACA não serão aceitos.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit