EUA impõem novas sanções contra Cuba

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de setembro de 2020

Os Estados Unidos anunciaram novas sanções contra Cuba com o objetivo de restringir ainda mais suas fontes de receita.

O presidente Donald Trump disse que sob as sanções, os estadunidenses serão proibidos de viver em instalações de propriedade do governo cubano e de importar charutos cubanos. Trump fez o anúncio em um evento na Casa Branca para comemorar o 40º aniversário da Operação Mariel.

Trump apertou as restrições que foram amenizadas por seu antecessor, Barack Obama. As restrições de viagens para Cuba foram introduzidas em junho de 2019. Trump disse que as restrições estão sendo introduzidas para colocar mais pressão sobre o "governo comunista" por causa do "apoio que fornece ao regime de Nicolás Maduro na Venezuela".

O presidente cubano, Miguel Diaz-Canel, em discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, caracterizou o governo Trump como um "regime moralmente corrupto".

Os Estados Unidos tomaram medidas semelhantes contra Cuba no ano passado. Em outubro passado, os EUA também suspenderam os voos regulares para Cuba, além dos voos para a capital do país, Havana.

Fontes

Ligação a um site em russo США вводят новые санкции против КубыVOA, 25 de setembro de 2020

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com