Descendentes de cabo-verdianos e portugueses ganham eleições

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Pelo menos 14 conseguiram reeleger-se

9 de novembro de 2018

Três descendentes de cabo-verdianos e 11 lusodescendentes venceram nas eleições federais, estaduais e locais de terça-feira, 6, nos Estados Unidos.

Liz Miranda é a primeira mulher descendente de cabo-verdianos a eleger-se para um cargo público, ao ganhar um lugar na Câmara dos Deputados no Estado de Massachussets, como democrata.

Ainda em Massassussets, o também descendente de cabo-verdianos Viny Macedo, republicano, reelegeu-se a mais um mandato como senador estadual.

No vizinho Estado de Rhode Island, Jean Philipe Barros, filho de bravenses, em Cabo Verde, mas nascido em Dakar (capital do Senegal), conseguiu o seu segundo mandato como deputado estadual.

Lusodescendentes também cantaram vitória, com os três congressistas, o democrata Jim Costa e os republicanos Devin Nunes e David Valadão, reeleitos para o Congresso federal.

Dos dois lusoamericanos que correram à assembleia estadual na Califórnia, venceu Cecilia Aguiar-Curry no 4º distrito.

Os demais vencedores foram Tom Faria (em Los Banos), Dennis Mederos (Tulare), Dan Tavares (Arriola), Tracy Cherilyn Bairos (Oakdale), Tim Silva (Barstow), Ed Alves (Escalon), Eugene Anthony Costa Jr. (Guadalupe), Dan Tavares Arriola (Tracy) e Tom Faria (Los Banos).

Refira-se que a antiga jornalista da VOA e natural da Guiné-Bissau, Luisa Piette, perdeu a eleição para deputada estadual em New Hampshire.

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati