Covid-19: Índia registra recorde de mais de 200 mil contaminações em 24 horas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de abril de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Índia registrou nas últimas 24 horas 200.739 novos casos de covid-19, cifra que ficou acima de 200 mil por dia pela primeira vez desde o início da pandemia, em meio à piora da situação no país. "A Índia tem sido o país mais atingido do mundo desde 2 de abril", escreveu o jornal India Express.

Segundo o Worldometer, ontem, o país já havia registrado 199.569 novas infecções em 24 horas, o que também era um recorde.

Além disso, o agravamento da pandemia fez com que o país ultrapassasse o Brasil no ranking com mais casos totais de covid no dia 11 passado, alcançando 13.525 milhões de casos, enquanto o Brasil chegou a 12.482 milhões. No dia anterior (10), os dois países tinham, respectivamente, 13.325 e 13.445 milhões de casos totais da doença.

Com a cifra recente de contaminações, o total de casos já passa de 14.074,564 milhões no país asiático, enquanto o número de mortes chega a mais de 174 mil.

Hospitais cheios

Segundo o India Express, em Bihar ao menos de 20 hospitais públicos e privados já estão com os leitos para pacientes de covid lotados. "Temos aumentado a quantidade de camas, mas não o suficiente. É muito difícil acolher todos os casos encaminhados", disse o diretor do Patna.

Em Delhi, 5.000 leitos estão disponíveis em hospitais da cidade para atender os pacientes.

Novos lockdowns

Para tentar conter a pandemia, os governos de diversos estados da Índia têm anunciado medidas de lockdown parcial. Em Delhi e Maharashtra, por exemplo, os governos anunciaram que, a partir de hoje, todas as atividades não essenciais terão que parar de funcionar, o que inclui cinemas, teatros, shoppings, parques de diversão e academias de ginástica, por exemplo. Restaurantes e bares poderão funcionar, desde que o atendimento seja apenas por tele-entrega.

Espaços públicos, como praias, jardins e parques, também deverão permanecer fechados.

O Ministério da Educação também anunciou o cancelamento de exames presenciais, situação que só voltará a ser analisada em junho, relata o India Express.

Nova variante

O Instituto Nacional de Virologia (NIV) anunciou na semana passada a descoberta de uma nova variante do Sars-Cov-2 no país, que foi chamada de B.1.617.

Segundo o India Express, esta variante B.1.617 "carrega duas mutações, a E484Q e a L452R. Ambas são encontrados separadamente em muitas outras variantes do coronavírus, mas foram relatadas juntas pela primeira vez apenas na Índia. As duas mutações são encontradas na proteína spike do vírus. A proteína spike ajuda o vírus a se ligar aos receptores da célula humana e entrar na célula hospedeira".

Vacinação

Segundo o governo indiano em seu último boletim, emitido às 12h33min de hoje no horário de Delhi, 114.493 milhões de pessoas já foram vacinadas no país com ao menos uma dose de uma vacina contra covid-19.

O número representa cerca de 7,3% do total dos 1,39 bilhões de indianos, o que é pouco, considerando-se que para a imunidade de grupo é preciso vacinar cerca de 75% das pessoas.

Notícias Relacionadas[editar]

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit