Chegada de mercenários do Wagner preocupa bielorrussos

Fonte: Wikinotícias

1 de julho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Num discurso ontem, o presidente de Belarus teve que explicar aos cidadãos que o temor com a chegada do grupo de mercenários Wagner ao país era infundado. Segundo ele, os condenados russos que foram libertados da prisão para combaterem na linha de frente com o grupo ou já morreram durante a guerra na Ucrânia ou não saíram do território russo, já que teriam licença apenas para atuar no contexto do conflito Rússia-Ucrânia.

Segundo informações, o presidente Aleksandr Lukashenko ofereceu guarida a Yevgeny Prigozhin, chefe do Wagner, após este se desentender com Vladimir Putin e outras autoridades russas entre a sexta e o sábado passado, causando um conflito interno na região de Rostov, que foi tomada pelos mercenários. No sábado os combatentes seguiram rumo a Moscou armados e em tanques de guerra e acredita-se, inclusive, que Putin tenha fugido da capital para se refugiar num local secreto.

Segundo a Radio Free Europe, o grupo foi alojado a 100 quilômetros a norte da Ucrânia. O alojamento deve virar um campo de treinamento para os mercenários, que lutam em conflitos principalmente no Oriente Médio e África, muitas vezes financiados não oficialmente pelo governo russo.

Notícias Relacionadas

Fontes