CEDEAO ameaça impor sanções a políticos guineenses a partir do dia 1

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Presidente reúne-se com partidos para nomear novo primeiro-ministro

30 de janeiro de 2018

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) admitiu impor sanções a partir de 1 de Fevereiro a pessoas ou organizações que estejam a impedir a resolução da crise política na Guiné-Bissau.

O comunicado final enviado nesta Terça-Feira, à imprensa, a Conferência dos Chefe de Estado e de Governo que se realizou neste fim-de-semana na Etiópia, “convida o Presidente José Mário Vaz a proceder à nomeação de um primeiro-ministro de consenso e às partes signatárias a formar um Governo em conformidade com o Acordo de Conacri, o mais tardar até 31 de Janeiro de 2018, caso contrário serão aplicadas sanções colectivas e individuais a começar a 1 de Fevereiro de 2018 a todas as pessoas ou organizações que obstaculizem o processo de saída da crise na Guiné-Bissau".

A este propósito, o Presidente guineense encontra-se hoje com líderes dos partidos políticos antes de nomear o novo chefe do Governo. O anúncio pode ocorrer ainda hoje ou amanhã.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati