Guiné-Bissau: Congresso da PAIGC entre providências cautelares

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Partido garante congresso a partir do dia 30

29 de janeiro de 2018

O congresso do PAIGC, cujo inicio está previsto para terça-feira (30), encontra-se numa encruzilhada judicial.

O juiz do Tribunal Regional de Bissorã, norte do país, terá anulado a decisão que tinha expedido na última sexta-feira, impedindo a realização da reunião magna dos libertadores.

Na base da decisão, segundo o fundamento do tribunal, consta a queixa de um grupo de 7 militantes do PAIGC, pertencentes à Comissão Política da Região de Cachéu, norte do país, que alegam ter sido excluídos da lista de delegados ao congresso.

Uma alegação que o juiz regional considera fundamental para impedir a realização da reunião, que já conta com a presença de muitos convidados estrangeiros, representando diferentes organizações partidárias amigas do partido libertador.

Uma fonte do PAIGC já havia afirmado que a direcção não recebeu nenhuma notificação judicial, que determina o impedimento da realização do congresso, tanto assim que “o acto vai ter lugar na data prevista”, ou seja, a partir de amanhã.

Isto quando, informações adicionais apontam haver uma nova decisão, vinda das instâncias judiciais em Bissorã, anulando, assim, a anterior e permitindo a realização do congresso na data marcada.

“Com esta decisão, hoje, do tribunal confirma-se que o PAIGC organiza o congresso amanhã”, diz João Bernardo Viera, porta-voz do PAIGC.

A tensão, no entanto, continua alta.

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati