Câmara aprova impeachment de Trump, mas falta votação no Senado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Donald Trump se tornou hoje o único presidente dos Estados Unidos (EU) a ter o impeachment aprovado duas vezes na Câmara de Representantes (Deputados). Foram 232 votos a favor e 197 contra, resultado esperado, já que a maioria dos representantes é do Partido Democrata.

O processo segue agora para o Senado, onde o presidente conta com a maioria do seu partido, o Republicano. No entanto, ao contrário do que aconteceu em 2019, quando os senadores o absolveram no processo das fakenews sobre Joe Biden e seu filho, que chegou a envolver o governo da Ucrânia, espera-se que desta vez os senadores votem "sim", já que diversos deles se manifestaram contra a postura de Trump nas últimas semanas, principalmente contra o discurso que culminou na invasão do Capitólio na quarta-feira passada.

Entre os que estariam dispostos a votar contra Trump estaria o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, que no entanto avisou que a votação pelos senadores só acontecerá depois de Trump deixar o cargo, no dia 19 de janeiro próximo.

Se for impichado pelo Senado, Trump não poderá voltar a concorrer à presidência dos EU, o que viria, segundo alguns analistas, de encontro à vontade de alguns políticos republicanos, que não só querem desvincular o Partido Republicano do presidente, como também ocupar o espaço de liderança que será deixado vago.

MAGA

Segundo analistas, Trump poderia estar planejando fundar um novo partido, o MAGA - Make America Great Again - marcando definitivamente a ruptura com o Partido Republicano. Impichado, no entanto, ele não poderá voltar a concorrer - o que para alguns o fará lançar um de seus filhos, provavelmente Ivanka, à presidência em 2024.

Notícias Relacionadas[editar]

Fontes[editar]


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com