Bucovina: guarda de fronteira foi detido por suborno

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Na região de Chernivtsi, um guarda de fronteira foi detido enquanto recebia suborno no valor de 1.500 euros por ajudar a transportar 30 caixas de tabaco. As informações foram relatadas pela assessoria de imprensa do Departamento de Investigação da Ucrânia.

Observa-se que o inspetor extorquiu dinheiro de cidadãos para assistência na importação ilegal de tabaco através da fronteira da Ucrânia com a República da Romênia.

“Em particular, o guarda de fronteira fixou uma 'taxa' de 50 euros para 1 caixa de mercadoria. Os investigadores documentaram o recebimento preliminar de 500 euros pelo guarda de fronteira pela movimentação desimpedida de 10 caixas de tabaco”, diz a nota.

Uma investigação sobre o envolvimento de outros funcionários neste crime está em andamento. O guarda de fronteira enfrenta pena de prisão de 5 a 10 anos com privação do direito de exercer determinados cargos por até 3 anos, com confisco de bens.

Anteriormente, foi relatado que a Polícia Nacional deteve um morador da região de Kirovogrado, que ofereceu aos guardas cerca de 56 mil.

Fontes

ru Погорел на взятке: на Буковине задержали пограничника за "крышевание" контрабанды — RegioNews, 6 de outubro de 2020.

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit