Bomba explode no ponto turístico do templo hinduísta na capital de Tailândia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de agosto de 2015

Uma forte explosão ocorreu ontem a noite (dia 17, hora local) no centro comercial, perto do santuário Erawan (San Phra Phrom) dedicado à divindade Brahma (deus hindu), considerado como atração turística, no centro de Bangkok,[1] capital da Tailândia. O templo é um local de zona turística e perto do hotel, no cruzamento da Ratchaprasong e o distrito comercial, onde estão a maioria dos principais centros comerciais e hoteis 5 estrelas na capital. O santuário hindu atrai muitos turistas estrangeiros e se aglomeram no centro da cidade.[2][3][4][5][6]

O incidente ocorreu pouco antes das 19hs (hora local), exatamente às 18hs56min (de acordo o circuito interno televisivo divulgado).[2][4][5][6] Grande quantidade de bomba foi preenchida com TNT e o raio de destruição de pelo menos 100m. A explosão criou cratera com diâmetro de 2 metros.[2][4][5] As equipas de resgate chegaram ao local encontraram muitos corpos mutilados e feridos eram pessoas ainda algumas centenas de metros da explosão.[2][4][5]

Inicialmente, o ataque deixou 12 vítimas e mais de 100 feridos, mas no decorrer da noite (18) e da madrugada (19), passou para 22 pessoas morreram e 123 ficaram feridas, grande parte dos feridos morreu em único hospital.[2][4][5][6] As fatalidades vêm principalmente da Tailândia (10), China (4), Hong Kong (2), Malásia (2), Filipinas (1) e Cingapura (1).[2][4][5][6] Com essa quantidade de mortes e feridos, este ataque já é considerado o pior ataque abater no país.[2][4][5][6] Nenhum cidadão de origem lusófona não está entre estrangeiros mortos ou feridos.

Segundo primeiras informações das autoridades, a explosão foi causada por ato terrorista, causada por único explosivo.[2][4][5] Inicialmente, pensava-se que a bomba fora colocada em uma motocicleta, mas agora, a polícia e os meios de comunicação locais reconhecem que ela estava no banco, perto da capela hindu.[2][4][5]

As autoridades locais afirmaram que a polícia chamou esquadrão antibombas para vasculhar a área e encontrou mais explosivos, mas conseguiu desarmar-os. Segundo as informações da polícia, a bomba caseira estava entre três a cinco quilos de TNT.[2][4][5]

Reacções

De acordo com o chefe da polícia, Somyota Poompanmuanga, o ataque no local era sem precedentes e não admite que não há nenhuma organização envolvida.[2][4][5]

O chefe do exército e Adjunto ministro da Defesa, Udomdej Sitabutr, afirmou que "O ataque não se encaixa em incidentes no sul da Tailândia. Essas bombas não são utilizados para o sul", em referência aos grupos de minoria mulçumana que ataca militares tailandeses desde 2004.[2][4][5]

Autoridades militares afirmam que muçulmanos insurgentes das províncias do sul do país não são susceptíveis por estarem atrás do ataque.[2][4][5]

Segundo o ministro da Defesa tailandês, Prawit Wongsuwan, falando para Reuters, a explosão foi um ataque deliberado contra economia e a indústria do turismo no país. "Os autores do ataque, [tinham a] intenção de [querer a] destruir nossa economia e o turismo. O ataque ocorreu no coração da zona turística de Bangkok".[2][4][5][6]

Ministério das Relações Exteriores da Polónia, que não teve nenhum cidadão atingido, pediu seus turistas na Tailândia com cautela.[6]

Histórico

O incidente pode estar relacionada com a situação instável no país desde 2004, quando os muçulmanos iniciaram insurgência armada no sul contra autoridades tailandesas. Essa rebelião armada foi responsável pela instabilidade política e que levou dois golpes de Estado e governado por juntas militares (em 2006 e 2014), que quando os militares deixaram o poder aos civis, ocorreram diversas manifestações antigovernamentais.

Referências

  1. Em Portugal e antigas colônias africanas e asiáticas é "Banguecoque". No Brasil é "Bangkok".
  2. 2,00 2,01 2,02 2,03 2,04 2,05 2,06 2,07 2,08 2,09 2,10 2,11 2,12 2,13 Ligação a um site em inglês The Nation e ANN. 1 Filipino confirmed dead in Bangkok blastInquirer, 17 de Agosto de 2015, 23:30
  3. Ligação para um site polonês . Polskie MSZ ostrzega turystów: zachowajcie ostrożność w TajlandiiTVN 24, 17 de Agosto de 2015, 17:23
  4. 4,00 4,01 4,02 4,03 4,04 4,05 4,06 4,07 4,08 4,09 4,10 4,11 4,12 4,13 Ligação a um site em inglês Xinhua. Six Chinese confirmed dead in Bangkok blastChina Daily, 18 de Agosto de 2015, 11:05
  5. 5,00 5,01 5,02 5,03 5,04 5,05 5,06 5,07 5,08 5,09 5,10 5,11 5,12 5,13 Ligação a um site em inglês Xinhua. Bangkok blast: Two Malaysians killed in explosionChina Daily, 18 de Agosto de 2015, 08:57
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 6,4 6,5 6,6 Ligação a um site em inglês . Bangkok blast: 34-year-old Singaporean woman among those killed; husband injuredStraits Times, 18 de Agosto de 2015, 10:18; actualizado às 18:58

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati