Bomba explode no ponto turístico do templo hinduísta na capital de Tailândia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

18 de agosto de 2015

Uma forte explosão ocorreu ontem a noite (dia 17, hora local) no centro comercial, perto do santuário Erawan (San Phra Phrom) dedicado à divindade Brahma (deus hindu), considerado como atração turística, no centro de Bangkok,[1] capital da Tailândia. O templo é um local de zona turística e perto do hotel, no cruzamento da Ratchaprasong e o distrito comercial, onde estão a maioria dos principais centros comerciais e hoteis 5 estrelas na capital. O santuário hindu atrai muitos turistas estrangeiros e se aglomeram no centro da cidade.[2][3][4][5][6]

O incidente ocorreu pouco antes das 19hs (hora local), exatamente às 18hs56min (de acordo o circuito interno televisivo divulgado).[2][4][5][6] Grande quantidade de bomba foi preenchida com TNT e o raio de destruição de pelo menos 100m. A explosão criou cratera com diâmetro de 2 metros.[2][4][5] As equipas de resgate chegaram ao local encontraram muitos corpos mutilados e feridos eram pessoas ainda algumas centenas de metros da explosão.[2][4][5]

Inicialmente, o ataque deixou 12 vítimas e mais de 100 feridos, mas no decorrer da noite (18) e da madrugada (19), passou para 22 pessoas morreram e 123 ficaram feridas, grande parte dos feridos morreu em único hospital.[2][4][5][6] As fatalidades vêm principalmente da Tailândia (10), China (4), Hong Kong (2), Malásia (2), Filipinas (1) e Cingapura (1).[2][4][5][6] Com essa quantidade de mortes e feridos, este ataque já é considerado o pior ataque abater no país.[2][4][5][6] Nenhum cidadão de origem lusófona não está entre estrangeiros mortos ou feridos.

Segundo primeiras informações das autoridades, a explosão foi causada por ato terrorista, causada por único explosivo.[2][4][5] Inicialmente, pensava-se que a bomba fora colocada em uma motocicleta, mas agora, a polícia e os meios de comunicação locais reconhecem que ela estava no banco, perto da capela hindu.[2][4][5]

As autoridades locais afirmaram que a polícia chamou esquadrão antibombas para vasculhar a área e encontrou mais explosivos, mas conseguiu desarmar-os. Segundo as informações da polícia, a bomba caseira estava entre três a cinco quilos de TNT.[2][4][5]

Reacções

De acordo com o chefe da polícia, Somyota Poompanmuanga, o ataque no local era sem precedentes e não admite que não há nenhuma organização envolvida.[2][4][5]

O chefe do exército e Adjunto ministro da Defesa, Udomdej Sitabutr, afirmou que "O ataque não se encaixa em incidentes no sul da Tailândia. Essas bombas não são utilizados para o sul", em referência aos grupos de minoria mulçumana que ataca militares tailandeses desde 2004.[2][4][5]

Autoridades militares afirmam que muçulmanos insurgentes das províncias do sul do país não são susceptíveis por estarem atrás do ataque.[2][4][5]

Segundo o ministro da Defesa tailandês, Prawit Wongsuwan, falando para Reuters, a explosão foi um ataque deliberado contra economia e a indústria do turismo no país. "Os autores do ataque, [tinham a] intenção de [querer a] destruir nossa economia e o turismo. O ataque ocorreu no coração da zona turística de Bangkok".[2][4][5][6]

Ministério das Relações Exteriores da Polónia, que não teve nenhum cidadão atingido, pediu seus turistas na Tailândia com cautela.[6]

Histórico

O incidente pode estar relacionada com a situação instável no país desde 2004, quando os muçulmanos iniciaram insurgência armada no sul contra autoridades tailandesas. Essa rebelião armada foi responsável pela instabilidade política e que levou dois golpes de Estado e governado por juntas militares (em 2006 e 2014), que quando os militares deixaram o poder aos civis, ocorreram diversas manifestações antigovernamentais.

Referências

  1. Em Portugal e antigas colônias africanas e asiáticas é "Banguecoque". No Brasil é "Bangkok".
  2. 2,00 2,01 2,02 2,03 2,04 2,05 2,06 2,07 2,08 2,09 2,10 2,11 2,12 2,13 Ligação a um site em inglês The Nation e ANN. 1 Filipino confirmed dead in Bangkok blastInquirer, 17 de Agosto de 2015, 23:30
  3. Ligação para um site polonês . Polskie MSZ ostrzega turystów: zachowajcie ostrożność w TajlandiiTVN 24, 17 de Agosto de 2015, 17:23
  4. 4,00 4,01 4,02 4,03 4,04 4,05 4,06 4,07 4,08 4,09 4,10 4,11 4,12 4,13 Ligação a um site em inglês Xinhua. Six Chinese confirmed dead in Bangkok blastChina Daily, 18 de Agosto de 2015, 11:05
  5. 5,00 5,01 5,02 5,03 5,04 5,05 5,06 5,07 5,08 5,09 5,10 5,11 5,12 5,13 Ligação a um site em inglês Xinhua. Bangkok blast: Two Malaysians killed in explosionChina Daily, 18 de Agosto de 2015, 08:57
  6. 6,0 6,1 6,2 6,3 6,4 6,5 6,6 Ligação a um site em inglês . Bangkok blast: 34-year-old Singaporean woman among those killed; husband injuredStraits Times, 18 de Agosto de 2015, 10:18; actualizado às 18:58

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati