Banco Central de Cuba adia pagamento de empréstimos

12 de abril de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Logotipo do Banco Central de Cuba, localizado em Havana


Na quinta-feira (9), o Banco Central de Cuba, como parte de medidas financeiras para neutralizar o impacto da pandemia de COVID-19 na economia nacional, suspendeu o pagamento de empréstimos a mutuários que pararam total ou parcialmente suas operações até que a situação epidemiológica se normalizasse.

Por decisão do órgão regulador, até 30 de junho, foi suspenso o pagamento de empréstimos, juntamente aos impostos, concedidos a pessoas jurídicas do setor não estatal que cessaram completamente suas atividades e clientes que deixaram de trabalhar, cuja única fonte de renda era o salário.

As instituições financeiras podem revisar os termos do empréstimo e se as atividades dos clientes foram ou não completamente encerradas. Em 10 de abril, havia 620 casos confirmados em Cuba, dezesseis pessoas morreram.

Fontes