Banco Central de Cuba adia pagamento de empréstimos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de abril de 2020

Logotipo do Banco Central de Cuba, localizado em Havana


Na quinta-feira (9), o Banco Central de Cuba, como parte de medidas financeiras para neutralizar o impacto da pandemia de COVID-19 na economia nacional, suspendeu o pagamento de empréstimos a mutuários que pararam total ou parcialmente suas operações até que a situação epidemiológica se normalizasse.

Por decisão do órgão regulador, até 30 de junho, foi suspenso o pagamento de empréstimos, juntamente aos impostos, concedidos a pessoas jurídicas do setor não estatal que cessaram completamente suas atividades e clientes que deixaram de trabalhar, cuja única fonte de renda era o salário.

As instituições financeiras podem revisar os termos do empréstimo e se as atividades dos clientes foram ou não completamente encerradas. Em 10 de abril, havia 620 casos confirmados em Cuba, dezesseis pessoas morreram.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com