Atacado a hashtag YaMeCansé e o eliminam do Twitter; Usuários respondem com YaMeCansé2

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de dezembro de 2014

Por mais de três semanas, a hashtag #YaMeCansé classificada como uma das principais tendências no México e acumulou mais de quatro milhões de itens, de acordo com dados do Twitter. Mas quinta-feira foi surpreendentemente eliminado tendências do México depois de ser atacado por centenas de contas falsas conhecidos como "bots".

De acordo com página Sopitas, os "bots" são responsáveis pela produção de tweets alheios não naturais e usando uma hashtag. Assim, Twitter registra-lo como uma tendência natural e remove-lo da lista de trending topics. Assim, "protestar tendências estão literalmente encapsulado e deixar de ser visível, porque o público está preocupado com milhares de mensagens sem sentido ou coerência [publicado pelos bots]", diz a página.

A sentença veio depois que o chefe de Gabinete do Procurador-Geral da República (PGR), Jesús Murillo Karam, deu uma conferência de imprensa para informar que, de acordo com o testemunho de três detidos, tudo apontava para as pessoas 43 jovens desaparecidas em Iguala independência "foram mortos e queimados". Depois de responder a perguntas dos jornalistas presentes, o promotor se retirou da sala de conferências com a frase "Eu estou cansado."

Apenas algumas horas mais tarde, "eu cansei" se tornou viral nas redes sociais. Tornou-se o novo "grito de guerra" de milhares de mexicanos. "Não é só remover uma tag da lista de Trending Topics, mas um ataque deliberado sobre o direito de se manifestar e se expressar", disse Alberto Escorcia, especialista em redes sociais, notícias MVS.

Hashtag Usuários atribuído o desaparecimento de uma manipulação do Twitter, outros para motivar outras questões, como a morte do escritor e jornalista Vicente Leñero ou entrevista realizada Joaquín López Dóriga cantor Cristian Castro, em que este último disse Benito Juárez ele tinha sido um herói da independência do México.

Junto com #YaMeCansé, a hashtag e Tendência #USTired2 empregadas pelos americanos para protestar contra a violência racista em seu país, também foi atacada. Durante quase um mês, os mexicanos usaram o #YaMeCansé para expressar sua raiva pela violência e pela corrupção no México. Em resposta ao ataque, os usuários criaram a hashtag # YaMeCansé2 que segundo processo, já ultrapassa 167.000 menções. À noite, a mesma quinta-feira, o novo protesto hashtag foi colocado no topo das tendências globais e permanece em primeiro lugar no México tendências.

Além disso, os usuários também criou o # Yasupérenlo, como críticas às declarações do presidente Enrique Peña Nieto, que exortou os mexicanos a "superar a dor" pelo desaparecimento dos 43 alunos. "Como poderia superar a dor, quando nem sequer têm corpos e foram informados de que és pó, e temos quase 30.000 desaparecidos e há um grão de justiça?", Perguntou o poeta Javier Sicilia, cujo único filho foi morto junto com outros seis jovens nas mãos do crime organizado.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati