Assembleia Legislativa da Bahia aprova Região Metropolitana de Feira de Santana

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

19 de junho de 2011

Brasil


Nesta quinta-feira, dia 16, foi aprovada a criação da Região Metropolitana de Feira de Santana, em uma sessão ordinária itinerante da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), realizada no Centro Cultural Amélio Amorim, na própria cidade. Na reunião estiveram presentes mais de 2 mil pessoas entre parlamentares, lideranças locais e a sociedade civil.[1]

O deputado estadual Carlos Geilson (do PTN) disse na terça-feira (dia 14) que o governador Jaques Wagner retalia a cidade de Feira de Santana, segundo ele, por conta de o governador ter bloqueado a construção de um Centro de Convenções na cidade, não ter revitalizado o aeroporto de Feira de Santana e ser favorável a uma região metropolitana de seis municípios, ao invés da quantia de 16 municípios sugerida pela Assembleia do Estado.[2]

Com a metropolização, os municípios terão linhas de transporte público unificadas, mesmo prefixo para telefone e obras públicas conjuntas. Os seis primeiros municípios a serem metropolizados na fase inicial do projeto são Amélia Rodrigues, Conceição da Feira, Conceição do Jacuípe, Tanquinho, São Gonçalo dos Campos e Feira de Santana. Os parlamentares planejam a entrada posterior de outros dez municípios vizinhos. Para fazer parte do projeto os municípios precisam ter população urbana igual ou superior a metade da população total, serem limítrofes e terem fluxo de relação comercial e de pessoas com a cidade sede. A reunião foi tomada por 43 parlamentares, que esperam agora apenas a sanção do governo.[3] Com esta reunião, o município também passa a ser o primeiro na Bahia a receber uma Assembleia Legistativa itinerante.[4]

Referências

  1. Criação da Região Metropolitana de Feira de Santana (BA) é aprovada
  2. Deputado diz que governo retalia região de Feira de Santana
  3. Aprovado projeto para criação da Região Metropolitana de Feira de Santana
  4. Feira de Santana é o primeiro município a receber a Assembleia itinerante

Ver também

Fontes