Assembleia Legislativa planeja criação de Região Metropolitana de Vitória da Conquista

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de junho de 2011

Brasil


A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) discutiu no Centro de Cultura Amélio Amorim, em Feira de Santana, a possibilidade da criação da Região Metropolitana de Vitória da Conquista (com a possível denominação de Região Metropolitana do Sudoeste da Bahia).[1] Está em tramitação na Assembleia o projeto de lei 101/2011, de autoria do deputado Marcelino Galo (do PT), que cria a Região Metropolitana. Segundo o texto, a região contará com 39 cidades: Vitória da Conquista, Anagé, Barra do Choça, Belo Campo, Boa Nova, Bom Jesus da Serra, Caatiba, Caetanos, Cândido Sales, Caraíbas, Cravolândia, Encruzilhada, Firmino Alves, Ibicuí, Iguaí, Irajuba,Itambé, Itapetinga, Itaquara, Itarantim, Itiruçu, Itororó, Jaguaquara, Jequié, Lafayette Coutinho, Lagedo do Tabocal, Macarani, Maiquinique,Manoel Vitorino, Maracás, Mirante, Nova Canaã, Planaltino, Planalto, Poções, Potiraguá, Ribeirão do Largo, Santa Inês e Tremedal.[2]

Já o deputado Leur Lomanto Jr. (do PMDB) contestou à inclusão de Jequié no projeto da Região Metropolitana. Leur já se articulou com os deputados Euclides Fernandes (do PDT) e Sandro Régis (do PR) para que os três apresentem juntos ao executivo estadual o projeto de criação da Região Metropolitana de Jequié. Segundo Leur, "o projeto da Região Metropolitana de Vitória da Conquista despreza a dimensão histórica e política de Jequié", criticou. O parlamentar lembra a luta histórica do povo jequieense e a autonomia da cidade, inclusive na busca pela separação de Jequié do território de Maracás no ano de 1897.[3]

Referências

  1. Região Metropolitana de Vitória da Conquista será debatida na primeira sessão intinerante da AL da Bahia
  2. Deputado defende criação da região metropolitana de Vitória da Conquista
  3. JEQUIÉ QUER REGIÃO METROPOLITANA SEM VITÓRIA DA CONQUISTA

Ver também

Ligações externas

Fontes