Após primeiro debate e início do horário político, Datafolha revela ampliação da vantagem de Lula

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de agosto de 2006

Brasil

O Datafolha divulgou a primeira pesquisa de intenção de voto para presidente da república após oito primeiros dias de horário eleitoral gratuito e após o primeiro debate entre os presidenciáveis, este não contou com a presença do atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Na medida estimulada, Lula continua com mais da metade dos votos válidos, 56%, o que representaria a reeleição, caso a eleição fosse hoje. Além disso, Lula obtém índice recorde de aprovação, 52% consideram seu governo ótimo ou bom.

A medida estimulada da pesquisa apresenta aos entrevistados os nomes dos candidatos à presidência. Nela, Lula recebeu 49% das intenções de voto, na pesquisa Datafolha anterior, do dia 8 de agosto, possuía 47%. Geraldo Alckmin (PSDB) que caíra nas duas últimas pesquisas, desta vez, subiu um ponto, ficando com 25%. Heloísa Helena (PSOL) perdeu um ponto percentual, ficando com 11%. Cristovam Buarque (PDT) continua com 1%, José Maria Eymael (PSDC), Luciano Bivar (PSL) e Rui Costa Pimenta (PCO), com menos de 1% dos votos.

O Datafolha pediu também que os entrevistados avaliassem o governo Lula, 52% deles disseram considerar o governo ótimo ou bom, 31% regular e 16% ruim ou péssimo. Anteriormente esses valores eram, 45%, 36 e 18%, respectivamente. Segundo o Datafolha a aprovação de Lula foi a maior em 16 anos que o instituto realiza pesquisas de avaliação do Governo Federal.

A pesquisa foi realizada entre 6279 pessoas, em 272 cidades, nos dias 21 e 22 deste mês e tem margem de erro de dois pontos percentuais.

Fontes