Venezuela não paga taxas para ONU devido a sanções americanas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

26 de junho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Em uma carta ao secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), a Venezuela declarou que não havia pago taxas de associação a esta organização internacional devido a sanções dos Estados Unidos. A dívida pendente desde janeiro não permite que Caracas vote.

Na semana passada, a Venezuela se tornou o único dos 193 estados-membros da ONU, que não podem participar da votação para o novo chefe da Assembleia Geral e dos cinco novos membros não permanentes do Conselho de Segurança, que trabalharão neste órgão entre 2021 e 2022.

Caracas deve dezenas de milhões de dólares ao orçamento atual da ONU e financia operações de manutenção da paz.

"As sanções dos EUA não nos permitem transferir fundos para as contas bancárias das Nações Unidas, localizadas não apenas nos EUA, mas em outros países", disse em carta o embaixador da Venezuela nas Nações Unidas, Samuel Moncada, dirigindo-se ao secretário-geral António Guterres.

"Sempre que tentamos fazer uma transferência eletrônica, as transações foram rejeitadas e, na melhor das hipóteses, retornadas às nossas contas", acrescentou.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit