Unilever tenta comprar parte da GSK; propostas são rejeitadas

Fonte: Wikinotícias

17 de janeiro de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A gigante farmacêutica britânica GlaxoSmithKline (GSK) confirmou recentemente que rejeitou três “propostas não solicitadas, condicionais e não vinculativas” da Unilever para adquirir sua divisão Consumer Healthcare, incluindo uma oferta de 50 bilhões de libras feita em 20 de dezembro de 2021, acreditando que a Unilever “subvalorizou fundamentalmente” o negócio e seu potencial.

As notícias de que a Unilever tentou comprar a GSK Consumer Healthcare por 50 bilhões, divididos entre 41,7 bilhões em dinheiro e 8,3 bilhões em ações da Unilever, foram divulgadas pela primeira vez pelo The Sunday Times e posteriormente confirmadas por ambas as empresas. Se a última oferta de aquisição tivesse sido aprovada, teria sido o maior negócio desde o início da pandemia de covid-19 e um dos maiores de todos os tempos entre empresas com negócios na Bolsa de Valores de Londres.

Um acordo provavelmente significaria integrar a divisão dos produtos de beleza e cuidados pessoais da GSK ao próprio negócio da Unilever, que viu a margem de lucro ser impactada devido aos lockdowns durante a pandemia e ao aumento dos preços de plásticos e produtos petroquímicos.

Uma breve resposta no site da Unilever confirmou que "abordou a GSK e a Pfizer sobre uma potencial aquisição" e acrescenta que a GSK Consumer Healthcare “seria um forte ajuste estratégico”, já que a empresa procura reorganizar seu portfólio. A GSK indicou que as propostas foram “cuidadosamente avaliadas” por seu conselho de administração, mas rejeitadas por unanimidade sob a conclusão de que "não eram do melhor interesse dos acionistas da GSK" e “não refletiam o valor intrínseco do negócio e seu potencial”.

Em 2018, a Unilever comprou várias marcas de produtos da linha de nutrição da GSK, incluindo seu principal produto, o Horlicks, e fundiu sua subsidiária indiana, a Hindustan Unilever, com a GSK Consumer Healthcare India.

Fontes