Ucrânia entregou uma nota de protesto à Rússia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de julho de 2020

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia considera a realização de um desfile naval da frota russa no Mar Negro como "outra violação do lado russo do direito internacional, incluindo inúmeras resoluções da Assembleia Geral da ONU".

Kiev condenou o desfile e chamou de "outra ilustração dos passos conscientes da Rússia para aumentar a tensão nas relações russo-ucranianas".

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia exigiu que a Rússia parasse as ações contra a soberania do Estado e tomasse medidas visando a desocupação do território.

Os Estados Unidos não reconhecem a anexação da Crimeia. A declaração do Secretário de Estado Mike Pompeo, divulgada em 25 de julho de 2018, observa que "os Estados Unidos pedem à Rússia que respeite os princípios que há muito alegou aderir e encerrar sua ocupação na Crimeia".

“Como na Declaração de Welles de 1940, os Estados Unidos reafirmam sua política de se recusar a reconhecer as reivindicações do Kremlin de estabelecer soberania sobre território apreendido pela força, contrariando o direito internacional. Juntamente com aliados, parceiros e comunidade internacional, os Estados Unidos rejeitam a tentativa da Rússia de anexar a Crimeia e prometem manter essa política até que a integridade territorial da Ucrânia seja restaurada”, afirma.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com