Trump vê o bloqueio do TikTok como punição à China "por coronavírus"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

11 de julho de 2020

link=mailto:?subject=Trump%20vê%20o%20bloqueio%20do%20TikTok%20como%20punição%20à%20China%20"por%20coronavírus"%20–%20Wikinotícias&body=Trump%20vê%20o%20bloqueio%20do%20TikTok%20como%20punição%20à%20China%20"por%20coronavírus":%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Trump_v%C3%AA_o_bloqueio_do_TikTok_como_puni%C3%A7%C3%A3o_%C3%A0_China_%22por_coronav%C3%ADrus%22%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook link=https://twitter.com/intent/tweet?text=Trump+vê+o+bloqueio+do+TikTok+como+punição+à+China+"por+coronavírus"&url=https://pt.wikinews.org?curid=63018 WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
link=mailto:?subject=Trump%20vê%20o%20bloqueio%20do%20TikTok%20como%20punição%20à%20China%20"por%20coronavírus"%20–%20Wikinotícias&body=Trump%20vê%20o%20bloqueio%20do%20TikTok%20como%20punição%20à%20China%20"por%20coronavírus":%0Ahttps://pt.wikinews.org/wiki/Trump_v%C3%AA_o_bloqueio_do_TikTok_como_puni%C3%A7%C3%A3o_%C3%A0_China_%22por_coronav%C3%ADrus%22%0A%0ADe%20Wikinotícias Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou que seu governo está considerando bloquear o aplicativo TikTok.

Uma possível proibição do TikTok foi relatada pelo Secretário de Estado, Mike Pompeo, no início da semana. Segundo ele, o governo pode impedir os estadunidenses de acessarem o aplicativo por razões de segurança nacional. Pompeo, no entanto, se recusou a fornecer detalhes.

“Estamos considerando”, confirmou Trump ao vivo no Gray Television. O presidente dos EUA declarou que bloquear o TikTok é uma das "muitas" possibilidades que ele vê como punição à China por causa da COVID-19: “O que eles fizeram com este país e com o mundo inteiro é ultrajante”.

Recentemente, o TikTok causou grande preocupação entre diversos governantes e foi bloqueado na Índia, acusado de espionar usuários e transferir seus dados para o governo chinês. No entanto, o presidente dos EUA anunciou uma razão completamente diferente para o possível bloqueio.

Além disso, a enorme popularidade do aplicativo pode interferir na campanha de Trump. No mês passado, adolescentes ativistas interferiram no discurso do presidente em Tulsa, tendo comprado assentos e não aparecendo, deixando filas inteiras vazias. Segundo o Buisness Insider, ativistas conspiraram através de redes sociais, inclusive através do TikTok, Instagram e Twitter.

Fontes